Espaço privilegiado de divulgação e apreciação da arte popular de todo o Estado de Minas Gerais, o acervo do museu conduz o visitante ao imaginário de diferentes artistas. Com aproximadamente 800 peças, entre criações que remetem a pinturas rupestres e outras que dialogam com os grafites urbanos, o CAP se apresenta como espaço aberto às mais diversas manifestações da arte popular, perpassando linguagens como escultura, pintura e desenho, entre muitas outras. Para tanto, o edifício dispõe de quatro salas de exposições de longa duração, auditório multiuso, café, loja, centro de informação, além de um ambiente reservado a mostras temporárias. O Centro de Arte Popular Cemig funciona em um prédio projetado pelo arquiteto Luiz Signorelli em 1928 e segue as características do ecletismo. Inicialmente construído para uso residencial, foi também sede do antigo Hospital São Tarcísio. Posteriormente, o edifício foi reprojetado pelos arquitetos Acácio Gil Borsoi e Janete Costa para instalar o Centro de Arte Popular – Cemig. Um dos grandes destaques do museu é a Sala Grandes Mestres. Neste único espaço, estão reunidos grandes nomes da arte popular de Minas Gerais, como GTO, Artur Pereira, Zefa, Zezinha, Placedina, Ulisses Pereira, Isabel Mendes e Noemiza.

Tel.: 31 3222-3231

centrodeartepopular@cultura.mg.gov.br

Rua Gonçalves Dias, 1608 - Lourdes

CEP 30.140-092 - Belo Horizonte - MG

Informações úteis

Localização

Urbana

Pontos de referência

Esquina com Rua da Bahia

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Observação sobre funcionamento

Entrada permitida até 30 minutos antes do fechamento.

Tipo de visita

Auto-guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

Conduz o visitante ao imaginário de diferentes artistas. Por meio de suas obras, as pessoas são conectadas às origens, histórias e crenças de um povo que traz nas mãos as referências próprias da cultura mineira.
Em todos os andares, o Centro de Arte Popular – Cemig abriga salas que retratam a arte popular mineira. O visitante pode conferir um acervo composto por esculturas em madeira e cerâmica, entre outros materiais.

Acessibilidade