O atrativo compõe o acerco da arquitetura histórica da cidade de Chapada do Norte. O monumento é tombado pelo IEPHA/MG, conforme Decreto Estadual nº 21.217, de 20 de fevereiro de 1981. A Capela é aberta todas as terças – feiras para a celebração do Terço dos Homens. Para visitações é necessário o agendamento na Paróquia Municipal.

Tel.: (33) 3739-1105

Praça do Bom Jesus, S/N - centro

CEP - Chapada do Norte - MG

Informações úteis

Localização

Urbana

Pontos de referência

Utilizando a Avenida principal

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Tipo de visita

Guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

Celebraçoes

Informações complementares

A construção da capela data da segunda metade do século XIX. Conforme se lê em memórias históricas sobre o distrito de Santa Cruz da Chapada, então pertencente ao município de Minas Novas, publicada na Revista do Arquivo Público Mineiro, número relativo ao ano de 1899, a edificação do templo teve início em 1874, “as expensas do povo do distrito”. Suas obras se arrastaram por mais de vinte e cinco anos, pois em 1899 ainda nãos e encontrava inteiramente concluída, embora já ostentasse “mesmo assim o bom gosto e ao asseio das outras capelas” locais, como informava a referida publicação. O arranjo arquitetônico bastante singular com que chegou até nossos dias leva a supor que a construção talvez jamais tenha alcançado os eu término efetivo de fevereiro de 1981.
Em comentário a levantamento fotográfico de bens culturais da região de Minas novas, efetuado em 1949 pelo IPHAN, assinalava Sylvio de Vasconcellos o fato de possuir esta capela um curioso “corpo extraordinário entre a nave e torre, como algumas igrejas jesuíticas”, chamando a atenção também para a peculiaridade da colocação de portas laterais no plano interno das paredes.
Embora construída já no último quartel do século XIX, a estrutura da capela ainda observou o mesmo processo construtivo das mais antigas edificações religiosas da cidade, com o emprego da taipa.
O interior do templo é bastante despojado, o que se justifica pela época de sua construção, quando não mais prevaleciam o gosto e os recursos decorativos que marcaram a ornamentação interna das igrejas locais de Santa Cruz e do Rosário, ainda no período colonial. Apesar disso, percebe-se, na organização interna da capela do Bom Jesus da Lapa, uma transparente harmonia, acentuada pela graciosa estrutura do telhado aparente da nave e as linhas singelas das grades em balaústres, do arco cruzeiro e do retábulo ajustado da capela mor.”

Acessibilidade