Existem registros de ocupação do local em 1830. “Largo do Furú”, assim chamado pelos escravos. No século XX, foi construído o teatro na Vila do Pontal, onde passou a ser conhecido como “Largo do Theatro” tendo o nome oficial de Praça Marechal Hermes. Posteriormente o Teatro foi demolido e construída a caixa d'água, que teve sua construção iniciada em 1929 e concluída em 1930. É um dos cartões postais e símbolo do progresso de Elói Mendes, com seus 25 metros de altura e capacidade de 500 mil litros. Sua construção foi solicitada devido ao deficiente serviço de abastecimento tendo em vista que a cidade não possuía uma perfeita distribuição de água, já que os mananciais que a abasteciam não eram suficientes. A caixa d'água foi um marco na história de Elói Mendes pela sua importância e imponência na época. Hoje faz parte da história da cidade e continua abastecendo grande parte do município. Em 1929 o local passou de Praça 14 de Julho à Praça Antônio Carlos. Entre os canteiros de flores e árvores tinha um espelho d'água alimentado por quatro chafarizes de ferro. Em 1963 a praça recebeu calçamento, e em 1977 passou a chamar-se Praça do Triângulo. Depois em 2005, “Praça Joaquim Jardineiro” e novamente no ano de 2010 o local voltou ao nome de “Praça do Triângulo”, onde passou por restauração, colocados bancos de madeira e uma estátua, em cimento, de uma mulher com um jarro de água. O Bem Imóvel “Caixa D’Água/Praça do Triângulo”, está tombada pelo Decreto Nº 962, de 06 de março de 2006, e sujeito à proteção especial, de acordo com a Lei Municipal.

Tel.: (35) 3264-4403

Praça Do Triângulo , S/N - Centro

CEP 37.110-000 - Elói Mendes - MG

Informações úteis

Localização

Urbana

Pontos de referência

Ed. Alpendre Da Praça

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Tipo de visita

Não guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

Visitação e apreciação do bem histórico.

Acessibilidade