Ao falarmos de curandeiros e de práticas populares de cura, nos entremeamos na cultura e nas artes de fazer de indivíduos de comunidades rurais ou mesmo do meio rural, não se restringindo somente a esses espaços. O encontro promove e valoriza as práticas desenvolvidas por esses indivíduos, trazendo suas histórias para serem analisadas. Nosso foco será nas histórias de vida desses atores sociais, percebendo o despertar para as práticas de cura, construindo um catalogo para divulgação dessas práticas e também desenvolvimento da educação particular.

Com esse trabalho, as práticas e saberes seculares, como as simpatias, orações, defumação e benzimentos realizadas pelos benzedores, benzedeiras, rezadeiras, remedieiros, curadores, curandeiras, costureiras de machucadura e rendidura, além das parteiras, estão preservadas e tem a chance de serem passadas de geração em geração. A expectativa é aproximar o trabalho das benzedeiras à sociedade, abrindo um espaço para a visibilidade social das benzedeiras, o resgate das práticas de cura e cultura e a disseminação dessa tradição para as gerações mais jovens

Tel.: 313535524

Rua José Monteiro, 200 - Centro

CEP 35.675-000 - Juatuba - MG

Informações úteis

Localização

Urbana

Pontos de referência

Próximo a Praça dos Três Poderes e da Veterinária São Judas Tadeu.

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Tipo de visita

Não guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

O encontro foi a continuidade do evento ocorrido no ano passado. Nesta nova etapa, foram realizadas entrevistas e conversas individuais com os detentores destes saberes – ressaltando que o município aprovou recentemente a Lei de Registro do Patrimônio Imaterial. O objetivo foi cadastrar os detentores, e a partir do cadastro, construir a cartilha do saber popular, divulgando a pesquisa nos espaços escolares, postos de saúde e Secretaria de Cultura. Houve mesa redonda, com pesquisadores da área, encontro com os grupos envolvidos, e exibição de reportagens.

Acessibilidade