A Lapa Bonita é uma das mais belas e ornamentadas grutas do Parque. Possui salões e galerias repletos de espeleotemas, além do salão coberto por sedimentos avermelhados, chamado de Salão Vermelho. A Lapa do Índio possui registros arqueológicos com painéis de pinturas rupestres que cobrem paredes inteiras e até mesmo o teto. Da Lapa do Índio também é possível apreciar o Mirante do Índio, em que se pode ver a abertura da Gruta do Janelão e toda a área do Centro de Visitantes Janelão. No local há ocorrência de uma faixa estreita de mata seca, fazendo a transição do capim para o paredão, onde é o acesso à gruta.

BR 135, Km 155 - Comunidade do Fabião I

CEP 39.470-000 - Itacarambi - MG

Informações úteis

Localização

Rural

Pontos de referência

O acesso até a entrada do Parque pode ser feito de ônibus ou carro, sendo que para acessar os roteiros do Parque é necessário veículo motorizado, próprio ou alugado.

- De avião: O aeroporto mais próximo é o de Montes Claros, que fica a 200 km da entrada do Parque. Há vôos regulares partindo do Aeroporto de Confins para Montes Claros, sendo que a partir de lá, é possível ir de ônibus de linha até Januária , Itacarambi e são João das missões

- De ônibus: É possível chegar a Januária ou Itacarambi, vindo de Brasília, Belo Horizonte ou Montes Claros.

- De carro: A sede do Parque fica na comunidade do Fabião I, às margens da BR 135, km 155. Partindo de Itacarambi, são 15 km ate o ICMBIO entrada do Parque Nacional Cavernas.

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Observação sobre funcionamento

De segunda a domingo, de 08 às 18 horas, sendo que a entrada nos atrativos é permitida até as 15 horas.

Tipo de visita

Guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

O maior atrativo é a espetacular visão que se tem a partir da sua entrada em direção ao vale e à entrada da Gruta do Janelão, da Gruta do Falso Janelão, dos maciços calcários e da vegetação do entorno. Na entrada da gruta observam-se painéis de arte rupestre pré-histórica. No interior é possível observar vários espeleotemas de diversas formas e tamanhos, porém, em vista das pequenas proporções e notabilidade de suas galerias e espeleotemas, a gruta não é um dos grandes atrativos do Parque.

O acesso se faz por trilha de conservação regular, com pontos de erosão, declividade suave a média, que passa por dois tipos distintos de vegetação. Há caminhamentos alternativos e desordenados. No interior da caverna detectadas marcas de visitação: como restos de fogueira e de carbureto. Pisoteamento intenso, inclusive sobre os espeleotemas, criando várias trilhas alternativas e desordenadas, especialmente no Salão Vermelho. Foram observados espeleotemas depredados por toda a gruta. A projeção horizontal de 420m e desnível de 15m, padrão retilíneo. Entrada formada por conduto com piso inclinado

Necessário autorização prévia

Todas as visitas ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu devem ser previamente agendadas junto à gestão da Unidade. Você pode solicitar o agendamento através do email: cavernas.peruacu@icmbio.gov.br, devendo encaminhar o formulário de solicitação de agendamento preenchido. Verificaremos a disponibilidade da data proposta e retornaremos seu email, informando sobre a autorização. Para acessar os atrativos do Parque é necessário a contratação de condutor, sendo um condutor para cada grupo de 8 pessoas. Na Lapa Bonita, cada condutor pode levar apenas 5 visitantes. A contratação e agendamento do condutor é responsabilidade do visitante.O visitante deve se identificar na sede do Parque, no Fabião I, onde encontrará com o condutor agendado, assinará o termo de conhecimento de normas e riscos e seguirá para os atrativos do Parque.

Informações complementares

A lapa é formada por calcários cinza bem estratificados. Possui projeção horizontal de 150 m, um desnível de 5 m e um padrão retilíneo e anguloso. A entrada formada por salão iluminado, cerca de 20 m de largura maior, condicionada por fraturas subverticais. Colunas, estalactites e estalagmites podem também ser observadas.


A trilha de acesso apresenta declividade suave a mediana, passando por 2 tipos distintos de vegetação: uma área de antiga pastagem e outra de mata com árvores de porte médio, circundando o maciço calcário.



O maior ponto de vulnerabilidade e fragilidade da gruta são os painéis de arte rupestre e o sedimento do piso com potencialidade arqueológica, que se encontram na entrada. Infelizemente existem espeleotemas depredados em toda a gruta.
A proximidade da trilha aos painéis de arte rupestre na entrada da gruta, pode propiciar o toque e a suspensão de material particulado, ocasionando danos aos registros pré-históricos. Na zona escura existe uma gama de espeleotemas, delicados e frágeis, como estalactites e estalagmites, travertinos, ninhos de pérolas, helictites, couve flor, escorrimentos, velas, colunas, canudos. As formações se encontram nas paredes, tetos e pisos, quase sempre ao alcance do visitante.
Grau de dificuldade
É considerada de risco médio, uma vez que, em seu interior existem zonas escuras, o que pode ser

Acessibilidade