Construída no século XVIII, a igreja matriz da cidade possui a divisão típica das edificações coloniais: nave, capela-mor e sacristia. O frontispício mistura o estilo eclético e colonial. A igreja sofreu diversas alterações durante reformas feitas durante os anos. A Paróquia Nossa Senhora das Oliveiras possui sete capelas: duas na cidade e cinco espalhadas pelas comunidades rurais.

Tel.: (31) 3836-5218

Praça 1° de março, 50 - Centro

CEP 35.820-000 - Itambé do Mato Dentro - MG

Informações úteis

Localização

Urbana

Pontos de referência

Fácil acesso, ao lago do supermercado GM.

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Observação sobre funcionamento

A Secretaria funciona de segunda a sexta-feira de 08:00 ás 16:00.
Aos finais de semana são celebradas missas no horário informado a acima, e em épocas de festividades a Matriz funciona conforme a programação do evento em horário específico.

Tipo de visita

Não guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

Contemplação e manifestações religiosas.

Informações complementares

Segundo os registros orais e documentais da Matriz, a igreja na sua primeira constituição no século XVIII foi erguida no inicio do povoamento de Itambé com a chegada dos bandeirantes, como proteção do local, cuja primeira denominação foi Nossa Senhora das Oliveiras de Itambé. Foi erguida de forma simplória, de pau-a-pique e coberta de palha.

Com o crescimento do arraial, foi necessário criar uma nova igreja com maiores proporções para a participação dos moradores aos cultos. E segundo o registro de patrimônio (2006) por volta de 1740 do outro lado do Rio Preto, foi erguida uma igreja com devoção a Nossa Senhora da Conceição. Alguns anos depois teve-se a queda da antiga igreja Nossa Senhora das Oliveiras e a Imagem da Santa de mesmo nome foi transferida para a Igreja de Nossa Senhora da Conceição. A população muito devota de Nossa Senhora das Oliveiras, manteve os cultos e festividades da santa nessa igreja, o que levou as autoridades a substituir a Igreja de Nossa Senhora da Conceição para o nome de Nossa Senhora das Oliveiras, o que levou posteriormente a fundação da Matriz.

Fonte: Inventário dos Bens Culturais de Itambé do Mato Dentro-2010. Exercício 2011.
Texto Adaptado.

Acessibilidade