O Reinado de Nossa Senhora do Rosário é uma manifestação concebida pelos escravizados e seus descendentes no Brasil, entre os séculos XVI e XVIII, utilizando elementos do culto a Nossa Senhora do Rosário, introduzido na África pelos portugueses com fins catequéticos, das antigas monarquias africanas e de outras festas religiosas, a exemplo daquelas que representam as lutas entre cristãos e mouros. Esta manifestação desenvolveu-se em várias regiões do Brasil, com ênfase no sudeste e, especificamente em Minas Gerais, onde, mais propriamente, pode ser designada “reinado’’. Durante o período colonial, a festa representava a experiência da escravização e os esforços por auxílio mútuo injetados pelas irmandades devotadas a santos negros, após a abolição, a festa adquiriu também um caráter de festejo pela libertação e de atribuição do próprio ato de libertar a Nossa Senhora do Rosário, desenvolvem-se atualmente centenas de festas de Nossa Senhora do Rosário anualmente, entre maio e novembro, porém especialmente em agosto, setembro e outubro. Nessas celebrações, as comunidades afrodescendentes continuam representando sua experiência social e cultivando a memória de sua presença no Brasil. Em Jaboticatubas o Reinado teve início no ano de 1980, segundo informações do Sr. Eugênio Machado e José Pimentel, surgindo no século IXX, fundado pelo negro chamado Isaías, Malaquias e pelo Padre Messias, Vigário na época, descrevia que inicialmente apareceram os Catôpes de traje azul simbolizando a capa de Nossa Senhora do Rosário, e depois os Langas, que usam trajes vermelhos, representam a capa de Jesus Cristo. Estes trazidos pelo negro João Machado que era escravo na fazenda pinhões, ficando assim formado os dançantes de Nossa Senhora do Rosário. Os componentes do Reinado, ou Congado, dançam em frente e ao redor da igreja. O Reinado de Nossa Senhora do Rosário acontece no primeiro sábado do mês de Setembro na tradicional festa de setembro, e traz em suas raízes as marcas da cultura africana. O Reinado acompanha em procissão o rei e a Rainha de sua casa até a igreja de Nossa Senhora do Rosário onde é celebrada a missa conga. O Reinado é composto pelos Langas e Catopês. Os Langas vestem a cor vermelha, que representa o Divino Espírito Santo, “o lado branco da festa” e são os responsáveis pela dança, manguara e trança fitas. Os Catopês vestem a cor azul e representam Nossa Senhora do Rosário, “o lado preto e pobre da festa”, e são responsáveis pela música. Os instrumentos utilizados são a viola caipira, cavaquinho, tamborim, caixa e adulfo. À tarde, o Reinado se dirige à igreja para a cerimônia, de tomação de coroas. Na véspera da festa acontece o levantamento da Bandeira de Nossa Senhora do Rosário ao som dos tambores e do candombe.

Tel.: (31) 99648-8889

Rua Benjamim José Siqueira, s/n - Zona Rural

CEP 35.830-000 - Jaboticatubas - MG

Informações úteis

Localização

Rural

Pontos de referência

Rua: Juscelino Kubitschek, altura do nº 1578, bairro: Santo Antônio, seguir placa de indicação, Comunidade Quilombola do Mato do Tição.

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Observação sobre funcionamento

Tipo de visita

Não guiada

Entrada

Franca

Valor: R$30,00

Atividades realizadas

Religiosa, Cultural, Folclórica.

Acessibilidade