Nas primeiras viagens dos trens da Central do Brasil em 1910, os vagões de carga já trouxeram algum material para a construção de uma ponte sobre o rio São Francisco. Esse Material ficou estocado na praça onde havia uma estação chamada estação nova. A construção da ponte estava vinculada a um antigo projeto de se ligar por ferrovia o Rio de Janeiro a Belém do Pará. Entretanto, o tempo passou, as idéias mudaram e essa ligação já não mais constava dos planos do governo, o que tornava a ponte perfeitamente dispensável. Se construída, serviria tão somente para ligar o distrito sede de Pirapora ao distrito de São Francisco de Pirapora. Cogitou-se então de se levar o material estocado para ser empregado no ramal que saíra de Corinto rumo a Montes Claros e que tivera prosseguimento. Contra tal pretensão, ergueu-se o Coronel Ramos, que conseguiu, politicamente, que o governo federal abandonasse seus critérios técnicos e aprovasse a verba orçamentária para a construção, o que se deu em 1918. Em 1920, a ponte começou a ser construída em frente ao porto. Porem, por motivos técnicos, optou-se por localiza-la acima da corredeira, mudança que acarretou o acréscimo de duas seções metálica, alem das previstas, fazendo o conjunto alcançar os 694 metros de extensão que possui. O material era todo importado. As partes metálica vieram da Bélgica. O cimento em tambores vieram dos Estados Unidos. Foi supervisionada pelo engenheiro Demóstenes Rockert chefe da 10ª residência da estrada de ferro. A montagem dos seguimentos metálicos esteve a cargo da empresa Humberto Saboya & Cia, representada pelo engenheiro Charles Pilet. A inauguração, com o nome de Marechal Hermes se deu simbolicamente em 07 de outubro de 1922, com a presença do Presidente da Republica Epitácio Pessoa. A direção da Central do Brasil compareceu em 28 do mesmo mês para inauguração definitiva, liberando-a para o tráfego. A construção da ponte Marechal Hermes tornou realidade uma antiga aspiração de transpor o rio São Francisco até a sua margem esquerda. Foi tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico no ano de 1985 e pelo município no ano de 2003 pelo Decreto nº 006/2003 de 10 de abril de 2003. A ponte Marechal Hermes é uma das primeiras grandes obras da arquitetura moderna no Brasil, sendo um dos grandes atrativos turísticos do município.

Tel.: (38) 3749-6100

Av: Salmeron e Av: Beira Rio, s/n - Centro

CEP 39.270-000 - Pirapora - MG

Informações úteis

Localização

Urbana

Pontos de referência

Ao lado do Hotel Canoeiros

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Tipo de visita

Não guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

Passeios para fotografias e reconhecimento.

Acessibilidade