A ALACA é uma associação reconhecida em todo Brasil pela qualidade e tradição do artesanato. Surgiu no ano de 1985, devido à crescente necessidade das artesãs da comunidade de Campo Alegre em se organizar. As primeiras artesãs produziam peças utilitárias que eram comercializadas em feiras da região. Como não existia transporte neste tempo, as artesãs caminhavam muitos quilômetros com as peças na cabeça ou em lombo de animais. Em 1975 as artesãs se organizaram e construíram a loja de artesanato, com doação de material e mão de obra da comunidade, depois da loja construída os moradores se uniram em mutirões para construir a estrada até a comunidade, facilitando assim o acesso dos compradores até a loja. Em 1985 com a criação da associação as artesãs começaram a participar de cursos e oficinas para aperfeiçoamento do trabalho. Em 1987 a associação conseguiu a tenda de farinha, em 1995 a luz elétrica e o telefone fixo em 1996, no ano de 2000 foi realizada a reforma da loja com o apoio do Programa Comunidade Solidária (programa do governo federal encerrado em 2002 quando foi substituído pelo Programa Fome Zero). Em 2004 recebeu uma doação da Fundação Banco do Brasil para compra de materiais para construção da sala de reuniões, em contrapartida as artesãs disponibilizaram a mão de obra, em 2006 ganhou o Prêmio SEBRAE Top 100 de Artesanato e em 2008 iniciou no Programa SEBRAE de Artesanato – PSA, através deste programa e em parceria com a Prefeitura, APERAM, IDENE dentre outros tem facilitado a participação das artesãs em feiras de outros estados. No ano de 2009 recebeu um prêmio o Prêmio Culturas Populares – Mestra Dona Izabel contando a história da associação com o tema “Mulheres que retratam em suas formas a cultura vivenciada no campo”.

Tel.: 38 3527- 0025

Whatsapp: 33 99971 5376

Rua Veredinha, s/n - Comunidade de Campo Alegre

CEP 39.660-000 - Turmalina - MG

Informações úteis

Localização

Rural

Pontos de referência

Saindo de Turmalina em direção a Capelinha, pela MG 308.

Horário de funcionamento

Horário de funcionamento

Tipo de visita

Não guiada

Entrada

Franca

Atividades realizadas

Fabricação, exposição e vendas de artesanato.

Informações complementares

A técnica em trabalhar com argila, segundo relatos populares, teria surgido com a chegada dos alemães e a mistura entre índios, africanos e portugueses. Aos poucos, o artesanato tomou forma, deixando para traz sua função utilitária doméstica. As primeiras peças produzidas em nossa região eram potes, panelas, butijas, pratos, paradeiras de café, instrumentos que eram muito úteis no uso doméstico e também levados para serem comercializados nas feirinhas dos povoados como complementação da renda. Por volta de 1977 por incentivo da antiga CODEVALE (Comissão de Desenvolvimento do Vale do Jequitinhonha) atual IDENE (Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais) os artesãos começaram a produzir peças com valor ‘artístico’ como casal de noivos, bonecas, galinhas, vasos decorados, dentre outros destinados principalmente a comercialização e ao consumo das grandes cidades.

Acessibilidade