Ceia de natal made in Minas

18/12/2019

Por: Júnia Cândido e Ane Lopes



Crédito: Engin Akyurt por Pixabay



Enfim é hora de pensar no cardápio da ceia natalina!



Sabe aquela receita clássica que não pode faltar na mesa da sua família? Isso, aquela mesma que sempre que come você vai ao céu duas vezes e volta? Já parou pra pensar como os pratos assumem esse posto de tradição na sua família?



Existe uma conexão entre comida e afeto. Quer provas? Lembra daquele bolo que só tinha no café da tarde na casa sua avó? Ou do doce que sua tia fazia sempre para os almoços de domingo, quando era criança?



Essas delícias e outras tantas são chamadas de comidas afetivas, isso porque funcionam como gatilhos das melhores e mais aconchegantes memórias afetivas. Seu sabor e cheiro te remetem àquele momento único no passado.



Falando em ceia de natal, você já pensou que pode tornar esse momento ainda mais especial trazendo esses sabores afetivos para esta confraternização? Separamos aqui algumas sugestões de pratos para uma ceia made in Minas, que podem trazer à tona boas lembranças.



Entradas:



Queijos harmonizados com azeites  - os nossos queijos mineiros se tornaram unanimidade em vários concursos mundiais, e os azeites não ficam atrás e têm assumido relevância no mercado internacional. A junção desses dois ingredientes é infalível!



Dadinhos de queijo com mel – queijo, mais uma vez, claro. Já experimentou contrastar um bom queijo com mel? Mel puro ou saborizado, o resultado é bastante interessante.



Pastel de angu – essa iguaria é tipicamente mineira e tem como base da massa o angu. O recheio varia, doces ou salgados, mas o de carne moída é o mais tradicional.



Torresmo – torresmo cai bem sempre como aperitivo, não seria diferente no natal.



Mandioca com linguiça – outra boa pedida que bate ponto na mesa dos mineiros.



Bolinho de mandioca recheado com queijo – é aperitivo? Bão também.



Pão de queijo – ah, não precisa nem explicar o porquê do pão de queijo estar nessa lista, né? Clássico mineiro!





Crédito: Acervo Secult MG - Fernando Piancasteli 



Aperitivo:



Cachaças – nada como um bom aperitivo, não é mesmo?  Minas Gerais tem tradição na produção de aguardente.  Não vão faltar rótulos premiados para abrilhantar a sua ceia.



Carnes assadas:



Leitão a pururuca – carne de porco crocante por fora e suculenta por dentro. Simplesmente ma-ra-vi-lho-sa!





Crédito: RitaE por Pixabay



Costelinha mineira com quiabo – já experimentou essa receita? Assim como a carne de porco, o quiabo tem uma história com a gastronomia mineira e não poderia faltar nesse cardápio, acompanhando, claro, aquela costelinha.  



Pernil feito à moda antiga – pensa naquela carne macia, suculenta, dourada e muito saborosa, essa pode ser a carne do seu natal.



Frango caipira – uma boa opção ao peru de natal,é aquele franguinho caipira assado com batatas? É isso.



Peru ao molho de jabuticaba – também dá pra inovar no tradicional peru com um molho marcante e bastante saboroso. Gosta do contraste do agridoce? Que tal aproveitar as últimas jabuticabas do ano para preparar um molho?



Pratos e acompanhamentos:



Farofa – esse acompanhamento não pode faltar, em todas as suas variações super saborosas. Considere não deixar de usar esses ingredientes: linguiça mineira, bacon e farinha de milho em flocos, o que vier a mais é lucro.



Feijão tropeiro  - mais que tradicional, esse queridinho é certeza de elogios aos seus dotes culinários.





Crédito: Paula Couto



Galinhada – esse prato à base de arroz, açafrão, pedaços de frango caipira e legumes tem seu lugar à mesa sempre.



Bebidas:



Cervejas artesanais mineiras – temos excelentes cervejas, tão excelentes que sua qualidade tem sido reconhecida nos grandes concursos internacionais.





Crédito: Simón Delacre por Pixabay



Sobremesas:



Já na sobremesa, para surpreender o tio do pavê de plantão, dá uma olhada nessas sugestões bem mineiras ou “amineiradas”:



Cheesecake Romeu e Julieta – essa maravilhosa torta de queijo tem origem americana, mas a versão dela com goiabada cascão merece demais ganhar as mesas.





Crédito: Rodrigo Azevedo Frazão Rodrigokvera por Pixabay.



Canudinho de doce de leite – um clássico o canudo de doce de leite, não dá pra comer só um! Agora, pensa em incrementar nesse canudo uma fatia de queijo canastra?



Compotas – um clássico na mesa das avós mineiras, tem compota de figo, casca de laranja da terra, abóbora com coco, cidra e até de pêssego.





Crédito: Bernadette Wurzinger por Pixabay



Casquinhas de limão e laranja – sobremesa à base de cascas de limão ou laranja. Funciona bem pra quem quer apenas um leve sabor adocicado, sem abusar na sobremesa.



Ambrosia – a ambrosia é um doce de leite diferente, porque inclui ovos. O resultado é dos deuses.



Arroz doce – um arroz doce bem feito e cremoso, seja gelado ou quentinho, tem seu lugar, não é mesmo?



Bebidas para finalizar:



Licor de jabuticaba – embora licores não sejam digestivos como reza a lenda, é sempre uma boa pedida apostar nessa opção para encerrar seu cardápio. O licor de jabuticaba agrada muitos paladares.



Café – outra boa pedida para encerrar a noite é o café, que pode ser servido na sequência do licor. Considerando as excelentes opções de grãos mineiros, também premiados internacionalmente, seu jantar será encerrado com requinte.



Detox pós ceia



Detox – Na contramão dos sabores que remetem a bons momentos estão os sucos detox. Depois de sair da rotina com tantas delícias, você provavelmente vai  querer uma dieta detox, para auxiliar na digestão desse cardápio. No dia seguinte aposte em sucos com vegetais, verduras e frutas e suas festas de fim de ano serão um sucesso!





Crédito: Konstantin Kolosov por Pixabay



O seu desafio agora é escolher entre as opções as receitas que vão abrilhantar seu natal.



Conheça nossas redes sociais @VisiteMinasGerais e use #TurismoMG em suas fotos para ser nosso destaque!



Conteúdo Relacionado