Turismo em Minas Gerais | Gosto de Minas: Fígado com Jiló

Gosto de Minas: Fígado com Jiló

Foto por: Foto: Rosilene Campolina
Atualizado em: 25/09/2020

A terra dos bares poderia ser também considerada a terra dos tira gostos? A gente não tem dúvida alguma disso. São tantas opções e combinações que dá para fazer um dicionário só com as comidinhas mineiras que acompanham os nossos happy hours. Hoje, para matar a saudade de uma mesa de bar, trouxemos um clássico mineiro, o famoso fígado com jiló, mas dessa vez numa releitura super especial e com certeza histórica! 
Mesmo que a aceitação do jiló ainda seja um tabu devido a seu gosto amargo, o fruto ganhou o gosto de boa parte dos mineiros, sendo consumido principalmente acompanhado das iscas de fígado. Sabia que por aqui são produzidos mais de 35 mil toneladas por ano? Em espaço, seria mais de 1,4 mil hectares. É jiló que não acaba mais nesta Minas Gerais! 
Por mais que seja consumido e conhecido no estado inteiro, como uma de nossas delícias gastronômicas, o fígado com jiló tem um cantinho especial nos cardápios dos bares de BH, a capital que já teve festivais gastronômicos temáticos dedicados a essa delícia, acabou entrando no livro dos recordes por produzir a maior chapa de fígado com jiló do mundo!
Maior chapa de Fígado com Jiló do Mundo


Em 2018, em comemoração ao aniversário do mercado central, que é um dos pontos de encontro mais tradicionais da cidade, e onde se produzem variações deliciosas do tradicional fígado com jiló, foi preparada uma chapa com 16,1 metros de comprimento que foi operada por 13 chefs e estudantes de gastronomia do estado. Cada um cozinhando a seu modo, compartilhando com o público as receitas e a paixão pela gastronomia mineira. 
Um desses chefs é a nossa convidada de hoje, Rosilene Campolina esteve presente nesse dia histórico e está no guinness com a maior chapa de fígado com jiló do mundo. Hoje ela traz pra gente uma receita repaginada, mas se engana quem pensa que isso vai ser sinônimo para dificuldade. A receita que você lê abaixo vai incrementar o seu happy hour em casa e celebrar essa delícia!
Tá esperando o que? Pega a caneta, coloca o avental e mão na massa! Depois compartilha com a gente nas redes sociais o resultado dessa aventura deliciosa. 


INGREDIENTES
1 kg de fígado picado em tiras ou pedaços
8 jilós
Tempero de alho e sal
Suco de limão
Vinagre
Sal
4 cebolas brancas picadas em rodelas
5 dentes de alho
Pimenta dedo-de-moça
Manteiga para cozinhar
Açúcar mascavo
4 cebolas roxas picadas em rodelas
Vinho de jabuticaba


MODO DE PREPARO
Comece descascando o jiló e pique em quatro pedaços, tipo meia-lua. Coloque na água com sal e vinagre e deixe por cerca de 15 minutos.
Agora refogue o alho com azeite em uma panela e coloque o jiló, com um pouco de água e cheiro-verde. Deixe cozinhar até ficar macio, em fogo baixo com a panela parcialmente fechada.
Enquanto isso tempere o fígado que, neste caso, foi cortado em triângulos, com um pouco de alho e flor de sal. Reserve.
Coloque em outra panela a cebola roxa picada, um pouco de açúcar mascavo e uma colher de manteiga. Coloque um pouco de vinho de jabuticaba e deixe cozinhando em fogo baixo para caramelizar.
Finalize o jiló, que vai ser processado até ficar sem pedaços e voltar para a panela, onde ficará aquecido. Com a frigideira quente e um fio de azeite, sele o fígado dos dois lados até ficar quase no ponto. Depois de selado, coloque um pouco de vinho de jabuticaba e termine o cozimento.
Nesta hora você pode ajustar o tempero com pimenta-do-reino e flor de sal. Aí é só montar o prato. Na receita, a chef enfeitou com geleia de pimenta dedo de moça.

Comentários