Turismo em Minas Gerais | No caminho dos negros escravizados: tradição e beleza

Nzinga Turismo e Projetos

doutor raul de brito, 247 - Casa Branca
(31) 99152-9632 (31) 99152-9632

Descrição

A caminhada tem a duração de um dia, e conhecer as comunidades de Macuco, Pinheiro e Mata Dois é conhecer um pouco da história de negros escravizados no século XIX que viveram nos limites entre o Alto e o Médio Jequitinhonha. A região, a cultura e as histórias das pessoas vão te surpreender, além da culinária típica, artesanato em tapetes e a musicalidade vinda da ancestralidade congadeira.

Saída: Sob Demanda

1 a 10 pessoas

Serviços disponibilizados

Os roteiros da Rota dos Quilombos estão disponíveis para pequenos grupos em carro próprio. Está incluso Agente Monitor de Turismo Receptivo Local. Este roteiro foi descrito considerando que o grupo já teria tomado café da manhã no meio de hospedagem disponível na sede municipal de Minas Novas, mas pode-se encomendar o café da manhã com quitandas na própria comunidade com ponto de encontro no Galpão da Associação. A comunidade de Macuco oferece receptivos de hospedagem familiar com café da manhã mediante reserva antecipada.

Duração: 1 dia

  • Dia 1

    Atrativos: Caminhada pelas trilhas que interligam as comunidades em ambiente de Cerrado no semiárido mineiro; Visita à Tenda de Farinha de Mandioca; Almoço em receptivo familiar com fogão a lenha; Tempo Livre para descanso e fotos; Passeio até o galpão da associação com visita ao Memorial Quilombola e vivência de cantigas de roda; Mostra de artesanatos da comunidade; Café mineiro com quitandas quilombolas em receptivo familiar de uma das quitandeiras tradicionais.

Por onde você vai passar