Belezas naturais exuberantes e histórias que vão dos tempos de Chica da Silva até Juscelino Kubitschek, o Presidente Bossa Nova: assim é a região dos Diamantes, localizada em um dos mais belos trechos da Estrada Real, a Serra do Espinhaço. Aqui o viajante vai ouvir “causos” populares, passear pelos belos centros históricos, visitar os museus e igrejas dos séculos XVIII e XIX, apreciar a peculiar gastronomia mineira com toques da cozinha internacional e conhecer fazendas produtoras de queijo e cachaça, verdadeiras especiarias da região. À época da Vesperata, poderá participar deste interessante concerto noturno ao ar livre com apresentações mensais, na tradicional Rua da Quitanda, no centro histórico de Diamantina. Uma viagem cheia de surpresas e descobertas para ficar pra sempre na sua memória.

Quem opera: Em Belo Horizonte:

■Beaga4You Turismo Receptivo (31) 3264-6022/ 9237-3704 info@beaga4you.com.br www.beaga4you.com.br

■ Master Receptivo (31) 3330-3655 reserva@masterreceptivo.com.br www.masterreceptivo.com.br

■ Pampulha Turismo (31) 3057-1111 pampulha@pampulhaturismo.com.br www.pampulhaturismo.com.br

■Tauanã Turismo (31) 3477-7757/ 9159-0510 contato@tauanaturismo.com.br www.tauanaturismo.com.br

Por onde você vai passar

Como dividir sua viagem

Dia 1

Diamantina
Chegada a Diamantina, uma das principais cidades históricas do Brasil. Pela manhã, visita à tradicional feira no Mercado Velho de Diamantina, com artesanatos variados, gastronomia típica, apresentações culturais, música e muitas outras atrações (somente sextas e sábados). À tarde, passeio pela cidade para conhecer as Casas de JK e de Chica da Silva, o Museu do Diamante, a Casa da Glória, igrejas construídas no século XVIII e XIX e os monumentos e obras criados pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer.
À noite, participação na Vesperata (necessário confirmar datas).

Dia 2

Diamantina/ Parque Estadual do Biribiri
Saída para o Parque Estadual do Biribiri, passando pelas Cachoeiras da Sentinela, dos Cristais e por inscrições rupestres. Tarde livre na Vila de Biribiri, fundada em 1876 para abrigar os operários da fábrica têxtil e que hoje é um dos locais mais charmosos da região, cheio de paz e tranquilidade. No final da tarde, retorno a Diamantina.

Dia 3

Visita ao Garimpo Real, que ainda conserva o processo artesanal do garimpo de diamantes, preservado há quase 300 anos. Tarde livre para compras de artigos tradicionais como joias de coco e ouro, tapete sarraiolo, pedras, cristais e artesanatos de matérias primas naturais encontradas na região, como bonecas de palha de milho, luminárias de flores do cerrado e “divinos” de madeira.

Dia 4

Diamantina/ São Gonçalo do Rio das Pedras
Pela manhã, saída para São Gonçalo do Rio das Pedras, um lugar tranquilo que ainda preserva seu conjunto arquitetônico e calçamento histórico do século XVIII, cheio de lindas paisagens naturais. Visita às igrejas do século XVIII e XIX, passando pelo único Rancho de Tropas ainda existente em Minas. Depois, visita à Cachoeira do Comércio, bem no centro da comunidade.

Dia 5

São Gonçalo do Rio das Pedras/ Milho Verde
Manhã livre. À tarde, saída para Milho Verde, polo diamantífero da região na época da exploração portuguesa. Hoje, o lugar surpreende pelas belezas naturais e pela hospitalidade da população local. Visita à Igreja do Rosário, à Igreja dos Prazeres (onde Chica da Silva foi batizada), ao chafariz de Milho Verde (antigo ponto de parada dos tropeiros) e a pontos de venda de artesanatos feitos com matéria-prima local.

Dia 6

Milho Verde/ Serro
Saída para o Serro, primeira cidade do País a ter seu conjunto arquitetônico tombado pelo IPHAN e terra do mais famoso queijo do Brasil. À tarde, passeio pela cidade para conhecer a Igreja de Santa Rita – cartão postal da cidade –, seguindo para a Praça João Pinheiro, onde estão alguns dos principais monumentos históricos do Estado de Minas, e depois seguindo para a Chácara do Barão do Serro e Museu Teófilo Otoni.

Dia 7

Serro
Visita à Fazenda Engenho de Serra para conhecer o processo artesanal de produção do famoso queijo do Serro, Patrimônio Imaterial do Brasil. Aqui o viajante vai conhecer peças antigas da fazenda, o Museu do Queijo, o Paiol do Encontro e saborear um delicioso almoço típico mineiro feito no fogão a lenha.

Atrações para você visitar