Foto: Marco André

Deslizar pelas águas serenas do Rio São Francisco é a melhor forma de sentir toda a sua grandiosidade, força e beleza. O Velho Chico, carinhosamente chamado assim, proporcionará momentos de lazer por suas águas. Você vai conhecer o calor das populações ribeirinhas, com suas danças folclóricas, bandas e artesanato típico da região.

Por onde você vai passar

Como dividir sua viagem

Dia 1

Pirapora
No início do dia, visita ao Balneário das Duchas, Ponte Marechal Hermes e Casa do Artesão para conhecer a confecção das famosas carrancas do Velho Chico. No almoço, a oportunidade de experimentar a famosa moqueca de surubim, visitar o mercado local e se deliciar com as frutas e produtos típicos do Norte de Minas, como os famosos bombons de baru (castanha do cerrado). À noite, jantar à beira rio, com cardápio baseado nos ingredientes locais e ao fundo a Sinfonia do Velho Chico: banda formada por jovens da cidade, sob a regência do Maestro Alex Domingos, tendo como cenário o iluminado Vapor Benjamim Guimarães, atracado no esplendoroso Rio São Francisco.

Dia 2

Pirapora/ Buritizeiro
Saída para conhecer o povoado de Cachoeira do Manteiga, distrito de Buritizeiro. À tarde, saída para São Romão para city tour pela cidade, onde serão visitadas a Igreja Nossa Senhora do Rosário, uma das primeiras construções da cidade e a cadeia pública de 1880, totalmente restaurada. O jantar será nas ruínas de uma igreja de pedra inacabada, feita por escravos do séc. XVII – a Igreja de Bom Jesus de Matozinhos – onde uma enorme gameleira toma conta da antiga edificação. As receitas incluem pequi, baru, tamarindo e a releitura do tradicional prato dos barranqueiros da região, o peixe com abóbora.

Dia 3

Pirapora/ Buritizeiro
Pela manhã, a sugestão é descer em botes infláveis as corredeiras e cachoeiras do Velho Chico, com parada na ilha do Inferno e depois um pouco de flutuação e relaxamento até à beira da praia. Caminhada na trilha do córrego Paulo Geraldo, uma belíssima região com flora exótica, fauna típica e varias cachoeiras.
Opção: cavalgadas na Serra dos Alemães e Ponte de Pedra. A Serra dos Alemães forma uma muralha natural no meio do cerrado e funciona como divisor de águas. Nas suas encostas estão encravadas exóticas formações rochosas. De sua superfície tem-se uma bela visão panorâmica da região com suas nascentes e veredas.

Dia 4

Pirapora
Este passeio acontece apenas aos domingos.
Após o café da manhã, passeio de 3 horas no Vapor Benjamim Guimarães, construído em 1923, no Mississipi, Estados Unidos, e é o único do mundo que ainda navega conforme o seu projeto original, tendo sido inteiramente reformado. Hoje, movido à lenha de madeira reflorestada, navega suavemente a 17 km/h, como nos velhos tempos. O Vapor Benjamim Guimarães é um anfitrião como poucos: com decks de observação, sala de estar, bar e restaurante, está sempre pronto para deixar seus convidados muito à vontade.

Atrações para você visitar