Turismo em Minas Gerais | 8 dicas pra assistir em casa II

8 dicas pra assistir em casa II

Foto por: Mohamed Hassan por Pixabay
Atualizado em: 03/10/2020

O lado positivo de estarmos em casa é que dá pra colocar em dia os filmes, séries e novelas que ainda não assistimos.

Na nossa quarentena cultural, seguimos com nossa missão de trazer mais uma incrível lista de produções com sets de filmagens por Minas – porque a gente aqui é bairrista sim e com certeza.

Busque no seu serviço de streaming e aproveite!

Filmes

1. Heleno (2012)

O filme conta a trajetória de Heleno de Freitas, genial jogador de futebol da década de 1940. Considerado o primeiro galã do futebol, o carioca teve seu auge no Botafogo e tinha talento para se tornar o maior jogador brasileiro do esporte. Seu estilo de vida fora dos campos era sem limites, cheio de vícios, traições e extravagâncias. Por isso, sempre envolvido em polêmicas, Heleno se perde na promessa de uma brilhante carreira.

O fim da carreira de Heleno se passa no histórico prédio do Centro Hospitalar de Psiquiatria de Barbacena, na Serra da Mantiqueira mineira.

2. Zuzu Angel (2006)

Outra biografia, Zuzu Angel é um longa que conta a história do trabalho inovador da estilista mineira que divulgou a moda brasileira ao mundo. Nos anos 1970, durante a ditadura militar e já morando no Rio de Janeiro, Zuzu Angel perde seu filho, ao ser preso, torturado e assassinado pelo Departamento de Ordem Política e Social (DOPS). Nesse período de repressão, Zuzu viveu 5 anos com a dor de ter um filho como desaparecido político, em busca de explicações e provas de seu assassinato e da garantia do direito de uma mãe enterrar o filho.

A história foi toda gravada na cidade de Juiz de Fora.

3. Temporada (2017)

O filme que conta a história de Juliana, fala sobre uma moça que sai de Itaúna (uma cidade do interior) e vai para Contagem trabalhar como agente de saúde. Diferente da maioria dos filmes gravados em Minas, a Temporada exalta o ambiente urbano do estado e convida a entrar na casa dos personagens visitados pela personagem principal do filme.

Temporada aparece não só como uma “fuga” ao estereótipo do interior mineiro como também faz uma diferenciação entre os diversos territórios e ambientes do estado.

4. Maria do Caritó (2017)

As paisagens rurais de distritos de Cataguases e Leopoldina serviram de pano de fundo para contar a história de Maria do Caritó, uma quarentona virgem que foi prometida pelo pai a um santo que ninguém conhece. O São Djalminha.

O clima sertanejo e rústico dos distritos de Piacatuba e Abaíba, em Leopoldina, e Sinimbu e Glória em Cataguases conferem ao filme a ambientação perfeita para contar a história dessa mulher que vai lutar para alcançar um verdadeiro milagre e mudar de vida.

5. Meu Pé de Laranja Lima (2010)

O filme é uma adaptação cinematográfica de um dos livros mais vendidos do Brasil, a emocionante autobiografia de José Mauro de Vasconcelos.

As paisagens dos distritos de Aracati em Cataguases e Abaíba em Leopoldina ilustram a atmosfera da história do menino Zezé e sua amizade com o Senhor Portuga, um relato bucólico e tocante de uma infância no interior.

6. Correndo Atrás (2016)

Rodado em Muriaé, em 2016, Correndo Atrás é inspirado no livro “Vai na Bola, Glanderson!” do humorista Hélio de laPeña. É um dos primeiros filmes nacionais com direção, produção e elenco composto majoritariamente por pessoas negras.

O filme conta a história de um homem que depois de tentar várias profissões,resolve se lançar como empresário futebolístico e acaba encontrando em seu caminho, um garoto com uma pequena deficiência locomotora, porém muito talentoso quando o assunto é futebol! Correndo atrás não só mostra a cidade mineira como as pessoas daqui. Cerca de 300 moradores locais trabalharam como figurantes nas gravações do longa.

Série

7. Hilda Furacão (1998)

Hilda Furacão foi uma minissérie que contou a história da bela socialite Hilda, que escandaliza a sociedade belo-horizontina dos anos 1950 a 1960 ao assumir-se prostituta. Adaptada do romance de Roberto Drummond, Hilda pertencia à alta sociedade e estava prestes a se casar, já no altar ela desiste da união e, vestida de noiva, decide ir morar na zona boêmia de prostituição de BH. Hilda se tornou a grande atração da região, sendo a prostituta mais disputada da cidade.

Parte das gravações da minissérie se passou em Minas, com cenas em Tiradentes e em Belo Horizonte.

Novela

8. Espelho da vida 2018

A novela que ocupou a grade das 18h na TV foi gravada em quatro cidades diferentes do estado: Mariana, Ouro Preto, Tiradentes e Carrancas. O enredo da trama se passava em uma cidade fictícia do estado, e as locações reais foram fundamentais para criar o clima mineiro que o folhetim necessitava.

Em Mariana, a Praça Gomes Freire serviu como um dos principais cenários para a atração que tinha como pano de fundo um triângulo amoroso e algumas viagens no tempo.  Tá vendo? Quando vamos falar das cidades mineiras (mesmo que fictícias) Minas continua sendo o melhor lugar para criar a atmosfera necessária.

Como pode ver, você recebeu uma missão muito importante a ser cumprida no sofá da sala,  só garanta a pipoca antes, hein? 

Gostou? Leia mais dicas para assistir em casa clicando aqui.

 

   

Sobre o Autor

Júnia Gontijo Cândido

Turismóloga, apaixonada por livros, séries, rock'n'roll e vida ao ar livre (não necessariamente nessa ordem). Atua na Diretoria de Promoção e Mkt Turístico.

Luís Carneiro

Mineiro dos pés à cabeça. Marketólogo. Turismólogo em formação. Estagiário da SECULT-MG que ama ver, ouvir e escrever sobre as belezuras desse Brasil

Comentários