Turismo em Minas Gerais | Gosto de Minas: Caldo e Risoto de Canjiquinha

Gosto de Minas: Caldo e Risoto de Canjiquinha

Foto por: Foto: Restaurante Dona Lucinha
Atualizado em: 25/09/2020

Você já sabe que a gastronomia mineira recebe influências e influencia muitos pratos que são feitos Brasil a fora, né? O que muita gente talvez não saiba, é que alguns dos pratos aqui consumidos têm origem dos tropeiros, aqueles que andavam transportando mercadorias pelo estado, na época do ciclo do ouro. Uma receita notável que origina dessa época é o famoso tropeiro que já apresentamos aqui, mas você sabia que a canjiquinha também surgiu nesse contexto?

A canjiquinha é um dos subprodutos do milho, que é um dos principais ingredientes utilizados na cozinha mineira, porém triturado quase ao ponto de farelo, que desde meados do século XVIII vem sendo utilizado na gastronomia mineira.

Hoje, trouxemos duas receitas de comer rezando!!! A canjiquinha tradicional, também conhecida como caldo de canjiquinha e outra mais sofisticada, uma verdadeira releitura: o Risoto de Canjiquinha! Isso mesmo! Um risoto feito com esse ingrediente super mineirinho!

Ambas, utilizam o que geralmente temos em casa e, não há dúvidas que são prato certo para reunir a família e aquecer o coração, remetendo a nossa memória afetiva. E o melhor, com preparos tão simples que você nem vai acreditar!

Anota aí essas receitas! Qual delas fará primeiro? Qual gostou mais? Manda pra gente no @visiteminasgerais.

​Foto: Fernanda Fonseca

Canjiquinha com Costelinha por Dona Lucinha

Ingredientes:

200 gramas de canjiquinha

1kg de costelinha

1 colher das de mesa de gordura

1 colher das de mesa de alho e sal

1 colher das de mesa de urucum

2 folhas de louro

1 cebola grande ralada

1 cálice de cachaça

½ cálice de limão

Cheiro-verde a gosto

Pimenta a gosto

 

Modo de Preparo:

Lavar as costelinhas; colocar em uma panela, cobrir com água, juntar a cachaça o limão, levar ao fogo para uma leve fervura. Escorrer e reservar.

Usar uma tigela funda para lavar a canjiquinha em várias águas, até apurar bem. Escorrer, levar ao forno para cozinhar com água o bastante para ficar macia. Mexer Sempre para não agarrar no fundo. Retirar do fogo e reservar.

Durante o período de cozimento da canjiquinha, preparar a costelinha. Levar ao fogo uma panela pequena, aquecer a gordura e juntar as costelinhas para fritar levemente. Retirar o excesso de gordura que se formar, acrescentar o sal com alho, a cebola e por último o urucum. Deixar pegar cor, juntar a canjiquinha, misturar bem, pingar água, juntar as folhas de louro tampar. Deixar ferver por mais alguns minutos para pegar gosto. Acertar o tempero. Acrescentar cheiro-verde e pimenta.

Delicia né? Essa é a receita mais “raiz” da canjiquinha. Agora temos uma deliciosa releitura que vai dar água na boca.

Risoto de Canjiquinha com Queijo Minas Artesanal por Fernanda Fonseca

Foto: Fernanda Fonseca

Rende 4 porções

Ingredientes:

2 litros de caldo de legumes, receita abaixo (nada de usar caldos industrializados)

2 xícaras de canjiquinha

100 gramas de bacon picado em quadradinhos

300 gramas de costelinha picada

100ml de azeite

½ cebola grande picada

03 dentes de alho amassados

100 gramas de queijo minas artesanal ralado

Sal a gosto

Cheiro verde (salsinha e cebolinha) a gosto

 

Opcional para finalizar o prato:

3 folhas de couve, sem o talo, cortada em tiras bem fininhas

100 g de Queijo da Canastra curado partido em fatias

 

Caldo de Legumes:

2 litros de água

2 cenouras grandes

2 talos de alho porró - pode ser substituído por salsão – cortado grosseiramente

1 cebola grande – sem casca, cortada em 4

2 folhas de louro

2 cabeças de alho

4 ramos de salsa com o caule

4 ramos de tomilho

5 grãos de pimenta-do-reino

Lavar os legumes, juntar todos os ingredientes e levar ao fogo, após ferver, deixar cozinhar por no mínimo 30 minutos.

 

Modo de Preparo:

Risoto:

Preparado exatamente como o tradicional risoto italiano, o segredo é mexer sempre.

Em uma panela (de preferência de pedra), refogue a cebola e o alho no azeite quente. Acrescente a canjiquinha, o bacon e a costelinha. Adicione aos poucos o caldo, uma média de 2 conchas e meia até reduzir, mexendo sempre.

Atenção para não deixar cozinhar demais e virar um “angu”.

Prove o ponto, deve estar al dente, coloque o queijo picadinho e o cheiro verde. Prove o sal, se necessário acrescente mais.

Couve Crocante (Couve Crispy):

A opção mais saudável é colocar a couve no forno por 10 minutos a 180°.

Ou colocar em óleo bem quente por 01 minuto.

Montando seu prato:

02 fatias de Queijo da Canastra no fundo do prato. Coloque o risoto quente por cima.

Finalize com Couve Crocante por cima do Risoto, fica uma delícia e bem elegante.

 

 

   Ou, Clique Aqui 

Instagram        /        Facebook

 

 

Comentários