Turismo em Minas Gerais | Mentes Criativas Mineiras

Mentes Criativas Mineiras

Foto por: Gino Crescoli por Pixabay
Atualizado em: 11/03/2021

Mentes Criativas Mineiras

Conheça 3 grandes talentos criativos mineiros.

 

Gênios são pessoas com um talento criativo fora do comum. E aqui em Minas nós temos os nossos.

Já pensou em conhecer e estar em lugares onde eles viveram? Respirar essa atmosfera para ter esperança de uma inspiração. Vem dar um pulinho em Minas para conhecer mais sobre essas personalidades.

Santos Dumont: o criador do voo motorizado

 

Foto: Alberto Santos Dumont (1918). Crédito: Domínio público - Wikimedia Commons

 

Se você pertence ao grupo de pessoas que ama viajar pelo mundo, você deve isso a um mineiro.

Alberto Santos Dumont é um dos mineiros que mais orgulha o país, já que foi reconhecido como o pai da aviação.

Em um desafio lançado pelo Aeroclube de Paris em 1906, Santos Dumont foi quem completou o voo em torno da Torre Eiffel com seu 14-Bis, tendo recebido prêmios na França e Brasil por esse feito.

Existe uma polêmica em torno da criação do avião, Santos Dumont versus irmãos Wright. Os irmãos norte-americanos reivindicaram, à época, terem sido os primeiros a realizar um vôo, cerca de três anos antes do 14-Bis.

Porém, a Federação Aeronáutica Internacional reconheceu o voo de Santos Dumont, com registros de juízes do Aeroclube de Paris, como o 1º voo motorizado e sem qualquer propulsão, realizado por aparelho mais pesado que o ar.

 

Foto: Ilustração de voo do 14 Bis. Crédito: Domínio público - Wikimedia Commons

 

Outro ponto a ser considerado quanto ao mérito de Dumont é seu espírito visionário e sua generosidade.

Ele sonhava com a popularização de aviões, por isso publicou em uma revista científica as plantas e projetos de seu ultraleve, o Demoiselle, dando o pontapé para o crescimento na produção de aviões. Por tudo isso, Santos Dumont se tornou símbolo de inovação.

Como saber mais sobre a história de Santos Dumont

Quer conhecer mais sobre a vida e obra desse mineiro que podemos chamar de “o cara”?

Conheça a pequena cidade de Santos Dumont, rebatizada em homenagem a esse grande aviador, na Zona da Mata mineira.

Lá está o Museu de Cabangu, registro de quando essa grande personalidade habitou a fazenda que existiu no local. O próprio Santos Dumont, em vida, desejou que a fazenda fosse preservada e assim ela se tornou um museu que conta com objetos pessoais de Dumont, além de réplicas de aviões e motores.

 

João Guimarães Rosa: reinvenção literária

 Foto: Guimarães Rosa em viagem. Crédito: Eugênio Silva - Wikimedia Commons

 

O mineiro João Guimarães Rosa é até hoje uma das maiores expressões literárias do país e um orgulho para os mineiros. O seu legado é a reinvenção da expressão por meio da língua portuguesa e de técnicas narrativas.

Guimarães Rosa trazia em seus textos o dialeto do interior de Minas, a fala simples recheada de vocábulos e expressões regionais.

O desafio de Guimarães Rosa era o de narrar o contexto sertanejo a partir da simplicidade da fala cotidiana, o que resultou em obras-primas com invenções de palavras, como em “Grande Sertão: Veredas”, “Sagarana”, e tantos outros.

Guimarães Rosa teve seu reconhecimento para ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras.

Como saber mais sobre a história de Guimarães Rosa

 

Fotos: Museu Casa Guimarães Rosa. Crédito: Ronaldo Alves

 

O autor nasceu em Cordisburgo, cidade a 140 km da capital mineira. Na cidade está uma das antigas casas em que o escritor morou, o Museu Casa Guimarães Rosa.

O museu conta com um excelente acervo de sua vida e obra, como rascunhos e originais de centenas de textos, roupas, móveis e objetos pessoais, inclusive de sua vida enquanto médico e diplomata.

Além disso, no museu é desenvolvido o projeto educativo Grupo de Contadores de Estórias Miguilim, em que jovens da cidade narram estórias e contam mais sobre Guimarães Rosa aos visitantes da casa. Imperdível! 

Leia mais sobre o Museu Casa Guimarães aqui.                                   

 

José Giglio da Silva: atualização do conceito de bom demais da conta!

 

Foto: O inventor do queijo trufad, José Giglio.

 

Mas afinal, quem é José Giglio da Silva?

Esse empresário belo-horizontino pode ser considerado um dos grandes criadores mineiros. Por que? Vamos por partes.

1ª Verdade: mineiros amam queijo. 2ª Verdade: mineiros produzem os melhores queijos. 3ª Verdade: mineiros amam e produzem doces deliciosos. 

Dito isso, temos a nossa relevante invenção, que certamente vai te dar água na boca e é uma criação culinária: o queijo trufado. Essa invenção merece o topo do pódio!

 

Foto:Queijo trufado com goiabada cascão, a esquerda, e  com doce de leite, a direita.

 

De doce de leite, goiabada cascão, chocolate com avelã, a pastas salgadas, como requeijão com azeitona preta, requeijão com rúcula, orégano e azeite... Não há limites para a criatividade desse mineiro.  E tudo isso sai de sua pequena cozinha caseira, em BH.

José Giglio ainda não ganhou um museu em sua homenagem, mas achamos que seria muito válido um tributo desses no futuro.

E aí, também sentiu que essa delícia é sua mais nova necessidade, que vai revolucionar sua vida?

Leia também: 10 vezes que Minas provou ser a terra da gastronomia.                                  

 

Sobre o Autor

Júnia Gontijo Cândido

Turismóloga, apaixonada pela vida ao ar livre, dogs, livros, séries e rock'n'roll. Atua na Diretoria de Promoção e Marketing Turístico/Secult MG.

Comentários