Foto: Luiz Roenick

    Tiros é uma cidade “planejada”. Os tirenses têm orgulho em fazer essa afirmação. Analisando a Planta Cadastral da cidade é possível perceber um grande censo de medida, visão de padronização de quem organizou o desenho como um tabuleiro de xadrez. A praça e o Coreto caracterizam-se como o coração da cidade, com seus ipês, coqueiros, flamboyants vegetação inigualável faz com que seja uma das belas praças do estado de Minas Gerais.

 

    No meio do sertão mineiro originou-se o Arraial de Santo Antônio de Tiros, região banhada pelos rios: Abaeté, Indaiá e Borrachudo; inicialmente habitada pelos índios Tapuias e pelos índios Araxás. Mais tarde vieram os garimpeiros, devido à chegada dos mesmos, em 1790 o governador de Minas Gerais foi autorizado a instalar nessa região uma extração oficial de diamantes. Temendo a invasão de mineradores não autorizados, instalou-se alguns Quartéis, onde se alojavam tropas militares, à beira dos rios Indaiá e Córrego de Tiros, onde houve uma batalha no qual os garimpeiros ilegais resistiram e um tiroteio recíproco aconteceu nesse local, por tal motivo foi denominado o nome de nossa cidade. A instalação oficial de Tiros aconteceu em 10 de fevereiro de 1924, em meio de uma grande festa. Em nossa região aconteceram muitos fatos marcantes e históricos, ficando difícil serem citados aqui, mas quem quiser conhecer um pouco da história de nossa cidade, poderá visitar o Patrimônio Histórico de Tiros, será muito bem recebido.

Fonte: Prefeitura de Tiros/MG.

 

Ver mais