Turismo em Minas Gerais | Gosto de Minas: Crème Brûlée de Doce de Leite

Foto por: Bernardo Calçado
Atualizado em: 06/08/2021

Gosto de Minas: Crème Brûlée de Doce de Leite 

Aprenda a receita do crème brûlée, sobremesa europeia que é um sucesso no mundo todo, e que ganhou um toque tipicamente mineiro.

As intercessões entre a cozinha mineira e as cozinhas do mundo se apresentam nas mais diversas receitasformas de apresentação e até nas inovadoras ideias dos chefes.  

A receita de hoje é a mistura inusitada da mais famosa sobremesa européia com um dos doces característicos da cozinha mineira: um delicioso crème brûlée de doce de leite.  

A fama do crème brûlée é devida a leveza de sua textura, gosto marcante com toque de baunilha e é claro pela casquinha crocante que, com certeza, simboliza um dos pequenos prazeres da vida adulta.  

E mesmo com essa fama marcante e muito ligada à cultura francesa, a história do crème brûlée é marcada pela disputa sobre quem o criou.  

De onde vem?  

A origem do crème brûlée é disputada por francesesingleses catalães, cada um desses povos conta versões sobre a criação dessa sobremesa que tanto amamos.Fato é que historiadores apontam para o primeiro registro histórico da sobremesa no livro Nouveau cuisinier royal et bourgeois do chef francês François Massialot, publicado em 1691.  

A receita tradicional é à base de gemas de ovos e leite, com uma pitada de farinha. Depois de cozido, adiciona-se mais açúcar por cima do creme, este açúcar era queimado, conferindo a cor dourada e a famosa casquinha crocante como conhecemos até hoje.  

Toque Mineiro 

Sem ofensas a receita original, mas um toque mineiro sempre vai bem e, pensando nisso, surgiu a receita de hoje. 

O mineiro Gabriel Massahud é um jovem de 14 anos apaixonado pela gastronomia e pela cozinha mineira, ele é personal chef na cidade mineira de  São Lourenço.  

Dessa paixão pela nossa cozinha nasceu a receita do crème brûlée  de doce de leite, mesclando a tradição francesa e o sabor do doce mineiro, criando uma explosão de sabor e cor de encher os olhos.  

Doce de leite é um dos doces mais tradicionais e representativos da cozinha mineira e, além de tudo, sua versatilidade impressiona.  Dá pra saborear puro, com  queijo, recheando canudos e panetonese acompanhando outros doces típicos da nossa cozinha, é sabor que não acaba mais! 

Vamos para a receita, né? Anota as dicas do Gabriel, coloca a mão na massa e saboreie essa delícia. Não esqueça de marcar a gente nas redes sociais, hein!   

Crème Brûlée de Doce de Leite 

Ingredientes: 

5 gemas 

350 ml de creme de leite fresco 

100 ml de leite 

⅓ de xícara (chá) de açúcar 

1 ½ colher (chá) de extrato de baunilha 

Açúcar para caramelizar 

Doce de leite a gosto  

Modo de Preparo 

1. Preaqueça o forno a 160°C 

2. Coloque as gemas e o açúcar e bata em velocidade alta até obter um creme bem claro.  

3. Adicione o creme de leite, o leite ,o doce de leite e a essência de baunilha. Misture bem com uma colher. Deixe a mistura descansar por 10 minutos.  

4. Retire toda a espuma que se formou na superfície da mistura de gemas. Distribua o creme entre ramekins ou tigelas refratárias. Normalmente são utilizadas tigelas de porções individuais. 

5. Coloque os ramekins em uma assadeira coberta por água fervente, com cuidado, para assar em banho-maria. Deixe assar por 40 minutos.  

6. Retire a assadeira do forno e as tigelas do banho-maria. Deixe esfriar e leve à geladeira por no mínimo 6 horas.  

7. Polvilhe açúcar sobre toda a superfície do creme. 

8. Com um maçarico queime o açúcar ate virar um caramelo brilhante. 

Dica do Chef: Caso não tenha maçarico, pegue uma colher e esquente na boca do fogão, e eu passe por cima do creme com a açúcar! Mas atenção! Não leve a colher a boca até ter certeza de que ela está fria, na dúvida, use outra. Certamente haverá diferença entre o resultado com um maçarico, mas ainda sim o sabor continuará excelente! 

E aí, gostou da receita? Confira aqui outra deliciosa sobremesa mineira, O  Bolo mané pelado.  

Sobre o Autor

Luís Carneiro

Mineiro dos pés à cabeça. Marketólogo. Turismólogo em formação. Estagiário da SECULT-MG que ama ver, ouvir e escrever sobre as belezuras desse Brasil

Comentários