Turismo em Minas Gerais | Guia Completo sobre o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

Guia Completo sobre o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

Foto por: Júnia Cândido
Atualizado em: 26/10/2020

Guia Completo sobre o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu ​​            

                   Descubra como conhecer o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu: um dos lugares mais incríveis de Minas Gerais.

Muita gente já descobriu os parques nacionais brasileiros como uma excelente opção para ter contato com a natureza. Minas Gerais é um estado rico em belezas naturais e dispõe de um repleto leque de parques com trilhas, cachoeiras, grutas, cavernas, flora e fauna incríveis.

Por isso, a dica para você que gosta de se aventurar nesses cenários é colocar em seu radar uma viagem ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu.

O nome do parque é  um spoiler do que será encontrado por lá: cenários cinematográficos que tiram o fôlego e nos fazem repensar nossa idéia de grandiosidade e de lugares especiais. Podem preparar seus celulares e câmeras.

Distâncias de Belo Horizonte e outras capitais

Belo Horizonte – 662 km

Brasília –  573 km

Rio de Janeiro – 1.092 km

São Paulo – 1.222 km

Viajando de ônibus seu destino pode ser tanto Januária como Itacarambi, seja partindo de BH, Montes Claros ou Brasília.

 

 

 

Aeroporto mais próximo

O aeroporto mais próximo está em Montes Claros. De Montes Claros ainda tem quase 200 km até Januária.  Mas não se preocupe, cada km percorrido é recompensado ao chegar ao Cavernas do Peruaçu.

Onde se hospedar

A portaria do Cavernas do Peruaçu fica em Januária, Norte de Minas, onde existem opções de hospedagem, assim como em Itacarambi.

O que conhecer no Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

O patrimônio de cavernas existente no parque é um dos mais importantes do Brasil e do mundo, com mais de 180 cavernas e grutas reconhecidas.

Caminho da Gruta do Janelão

                              

 A espetacular Gruta do Janelão é o cartão postal do Cavernas do Peruaçu. Já em sua entra há um ateliê a céu aberto, com coloridas pinturas rupestres que indicam ter até 9 mil anos.

Em sua galeria principal a altura e largura chegam a 100m – caberia até um avião lá embaixo. Tem vegetação e até o  rio Peruaçu cortando a trilha no interior da gruta.

Ali também está a dona do título de maior estalactite do mundo, a Perna da Bailarina, com 28m – para se ter uma idéia, o Cristo Redentor (RJ) tem 38m.

Percurso: 4.800m  (ida e volta).

Tempo estimado: 5h30 (ida e volta).

​Nível de dificuldade: médio

Caminho da Lapa Bonita e Lapa do Índio

A Lapa Bonita é uma de suas mais belas e ornamentadas grutas, com um salão avermelhado, o Salão Vermelho.

A Lapa do Índio possui painéis de pinturas rupestres que cobrem paredes inteiras e até mesmo o teto. Da Lapa do Índio também é possível apreciar o Mirante do Índio, em que se pode ver a abertura da Gruta do Janelão.

Percurso: 1.500m (ida e volta).

Tempo estimado: 2h20min (ida e volta).

Nível de dificuldade: fácil.

Caminho da Lapa do Boquete

Um dos principais e mais estudados sítios arqueológicos do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. Na Lapa do Boquete foram encontrados alguns sepultamentos e é possível verificar a presença de um silo pré-histórico – estrutura de armazenamento de alimentos.

Percurso: 1.200m (ida e volta).

​Tempo estimado: 1h30 min (ida e volta).

Nível de dificuldade: fácil.

Caminho da Lapa dos Desenhos

Na Lapa dos Desenhos pode ser observada toda a riqueza das pinturas rupestres do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. A trilha margeia o rio Peruaçu ao longo de uma área deslumbrante de mata da região.

Percurso: 2.600m (ida e volta).

​Tempo estimado: 2h20 min (ida e volta).

Nível de dificuldade: fácil.

Caminho da Lapa do Rezar

A Lapa do Rezar une a grandiosidade do cânion do rio Peruaçu à riqueza da arte rupestre pré-histórica. Abriga um sítio rupestre com pinturas e gravuras bem conservadas. Destacam-se também as dimensões do seu salão de entrada, que alcança 90m de largura e mais de 40m de altura. Apesar de recompensador, trata-se de um dos atrativos que mais exige esforço físico, com mais de 500 degraus.

Percurso: 2.400m (ida e volta).

​Tempo estimado: 3h30min (ida e volta).

​Nível de dificuldade: difícil.

Caminhos da Lapa do Caboclo e Carlúcio

O paredão de pinturas rupestres da Lapa do Caboclo possui uma grande concentração de pinturas do estilo caboclo, exclusivas do Vale do Peruaçu.

No caminho da Lapa do Carlúcio você encontrará mirantes onde é possível observar a beleza de variações da vegetação do parque. A trilha segue pela mata até o início da gruta do Carlúcio, contornando as rochas do desabamento do teto da caverna.

Percurso: 2.650m (ida e volta).

​Tempo estimado: 3h50 min (ida e volta).

​Nível de dificuldade: médio.

Fique atento a essas dicas:

✔ Com tantas opções de atrações no parque, separe um feriadão para ter entre 2 a 3 dias livres para essa visita.

✔ Escolha as atrações considerando seu condicionamento físico, já que as trilhas têm níveis de dificuldade que variam entre leves a pesadas.

✔ As visitas devem ser agendadas com a gestão da unidade, além de ser obrigatória a contratação de um condutor.

✔ Utilize roupas e calçados confortáveis para o passeio, afinal, você vai caminhar bastante. Não se esqueça de protetor solar, água e lanche de trilha. Os capacetes de segurança são fornecidos pelos condutores.

✔ O parque não cobra ingresso para seu acesso.

✔ O parque não possui opções internas de alojamentos e áreas de camping.

LEIA: 7 Curiosidades sobre a Serra do Cipó.

 

 

Sobre o Autor

Júnia Gontijo Cândido

Turismóloga, apaixonada por livros, séries, rock'n'roll e vida ao ar livre (não necessariamente nessa ordem). Atua na Diretoria de Promoção e Mkt Turístico.

Comentários