• Alerta de viagem: Covid-19

    Atualizado em: 16/10/2020

    Barreiras Sanitárias

    Sem barreiras

    Funcionamento dos estabelecimentos

    Quantidade

    Hospedagem

    Maioria ou todos funcionando parcialmente (isto é, se está funcionando com capacidade reduzida, dias/horários reduzidos)

    Alimentacão

    Maioria ou todos funcionando parcialmente (isto é, se está funcionando com capacidade reduzida, dias/horários reduzidos)

    Parques

    Atrativos Naturais

    Maioria ou todos funcionando parcialmente (isto é, se está funcionando com capacidade reduzida, dias/horários reduzidos)

    Atrativos Culturais

    Maioria ou todos funcionando parcialmente (isto é, se está funcionando com capacidade reduzida, dias/horários reduzidos)

    Carga Horária

    Hospedagem

    Funcionando normalmente, como antes da pandemia

    Alimentacão

    Funcionando com restrições de horário, mas não de dias da semana

    Parques

    Atrativos Naturais

    Funcionando com restrições de horário, mas não de dias da semana

    Atrativos Culturais

    Funcionando com restrições de horário, mas não de dias da semana

Foto: Acervo Setur-MG / Sérgio Mourão

 

    A origem da cidade está ligada às propriedades das águas encontradas no município. A lagoa que dá nome ao lugar possui minerais com propriedade de cura, segundo crenças locais. Muitos foram os visitantes que procuravam Lagoa Santa para melhorar a saúde se banhando na lagoa. A água da lagoa central, tida como santa, chegou até mesmo a ser exportada para Portugal. Mas não foi somente por suas águas que Lagoa Santa tornou-se conhecida. O pesquisador Peter Lund viveu no lugar e foi responsável por catalogar 120 espécies de fósseis e 94 de fauna em grutas da região. Coletou mais de 14 mil peças ósseas, remetidas para a Dinamarca, o país de origem do pesquisador. O bairro Lundicéia, onde morou Peter, é uma atração turística da cidade. Dessa forma, Lagoa Santa integra a Rota das Grutas Peter Lund, com o o túmulo de Peter Lund, o Centro de Arqueologia Annette Laming Emperaire, o Museu Peter Lund e a Gruta da Lapinha.

 

Além disso, a cidade preserva suas belezas naturais, cheia de histórias e mistérios, abrigando em seu seio rios subterrâneos, várias cavernas e grutas. Faz parte da bacia do Rio das Velhas e está preparada para receber turistas em suas várias pousadas e hotéis, e em seus restaurantes com comida típica da região.

 

Dicas de Viagem: A Gruta da Lapinha, com salões onde o dinamarquês realizou a maior parte de suas pesquisas e as lagoas da região são as principais atrações turísticas do município. Integrando a Região Metropolitana de Belo Horizonte, com 280 quilômetros quadrados de área, o município é sede do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, do Parque do Material Aeronáutico, além da reserva ecológica Parque do Sumidouro.

Ver mais