Turismo em Minas Gerais | Ser mineiro: celebre o Ano da Mineiridade

Foto por:
Atualizado em: 09/05/2022

Ser mineiro: celebre o Ano da Mineiridade 

 

Em 2022 é lançado o Ano da Mineiridade, e para relembrar a delícia que é ser mineiro, trazemos um blog recheado de relatos sobre a mineiridade. 

 

O sotaque, a simplicidade, a cozinha mineira, as serras e a hospitalidade são características fortes que estão presentes no cotidiano do mineiro. 

A Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Secult-MG, lança hoje, 23 de março, o Ano da Mineiridade, uma forma de celebrar toda a beleza e diversidade distribuída pelo território de Minas Gerais.

Existem muitas Minas e Gerais espalhadas pelo estado, com cada cidade possuindo seu toque especial, que encanta quem por lá passa. São todas as belezas, quitutes, histórias e claro o protagonismo hospitaleiro de nosso povo que torna Minas um dos destinos mais procurados do país. 

 

Jeito mineiro 

 

Do sul ao norte, do triângulo mineiro a zona da mata, todos guardam um traço da mineiridade, seja pelo jeito acolhedor, pela tradicional mesa de café para a visita, pelo apreço a música mineira ou até o próprio mineirês

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

 

Essa foto tem a cara de Minas né? A casinha simples, a xícara de café e o mais importante de todos, o nosso pão de queijo! 

O nosso jeito mineiro se expressa muito no nosso sotaque e também no nosso vocabulário, muita gente precisa até de um dicionário para entender o mineirês. E não é que temos um? Confira nosso post Você domina o mineirês? 

 

 

 Ser mineiro é contemplar com gratidão o que os lugares das nossas “Gerais” nos proporcionam, é sentar numa praça e observar desde o modo de caminhar de um morador até os seus trejeitos numa roda de conversa. É escutar ao longe, um sotaque bem “ruralizado” que aos nossos ouvidos soam, em alguns momentos, até como uma música, aquela voz melódica e inconfundível do nosso mineirês. 

Ser mineiro é “viajar” pelas praças, rodear as igrejas, procurar pelos sinos, observar os chafarizes, dar aquela balançada no copo com café e fumaça daqueles “da hora”, e antes de dizer um tchau, escutar um “vorta logo”. 

 

Ser mineiro é saber ser. 

Eu, como um bom, sou, além de mineiro, motociclista e apaixonado pelos caminhos de Minas, vou sempre, porque a gente faz questão de voltar. 

Ser mineiro é ser assim, simples. 

 

  - Mauro Assumpção, @mgmotosoficial 

 

  

 

Cozinha Mineira 

 

A gastronomia mineira é um tesouro de nossas terras, é impossível passar por Minas Gerais e não se maravilhar com nossas delícias. Além do clássico queijo mineiro e o pão de queijo, a cozinha mineira envolve o tutu, o frango com quiabo, o feijão com tropeiro, a ora-pro-nobis, o doce de leite e muito mais. 

O que garante a qualidade e destaque da cozinha mineira é o afeto quem colocamos na hora de produzir um bom prato, além de claro do fogão a lenha, que dá um toque rústico a nossa gastronomia, e um sabor sem igual. 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

 

Não é à toa que em 2022 a Secult-MG também lançou o selo Cozinha Mineira, como forma de consolidar nossa expressão cultural na gastronomia e transformar nossa cozinha em um patrimônio cultural. 

 

 Na cozinha mineira, o feijão tropeiro é o campeão. 

Quem quer conhecer a essência de Minas Gerias não pode deixar de conhecer uma cozinha de fazenda onde a comida seja servida no fogão a lenha. Onde o café é coado no coador de pano e servido em xícara esmaltada. E entre uma fatia de queijo Minas e outra, a prosa se desenrola e a essência de Minas Gerais é sentida na acolhida e no calor do cafezinho com uma belíssima vista do mar de morros mineiros por uma janela de madeira.” 

 - Francisco Silveira, @frsilvei 

 

Se você quer conhecer mais as histórias e receitas clássicas de Minas basta acessar o Gosto de Minas

 

Nossos patrimônios  

 

Uma parte importante da formação do estado de Minas Gerais são os patrimônios, sejam eles culturais, históricos ou naturais

A cidade histórica de Ouro Preto, o centro histórico de Diamantina, o Conjunto Moderno da Pampulha e Santuário do Senhor Bom Jesus do Matosinhos são tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade, pela UNESCO, e são grandes destaques do estado. Conheça 4 bens tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade em Minas. 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

 

Além dos patrimônios materiais ainda possuímos muitos patrimônios imateriais como o modo artesanal de se produzir o queijo, a folia de reis, a expressão musical da viola, o toque dos sinos, que marcam a característica da mineiridade em si. 

Todos esses patrimônios aumentam a identificação com nosso território e o nosso sentimento de pertencimento a Minas Gerais. 

 

As belezas de Minas 

 

Minas consegue mesclar as construções modernas da capital, as clássicas e relaxantes cachoeiras espalhadas pelo estado, o barroco das cidades históricas e a simplicidade das pequenas cidades. 

Nossa série Territórios da Mineiridade, no Instagram, reafirma a beleza das regiões turísticas e divulga a diversidade de pontos turísticos em Minas Gerais. 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

 

 

 Ipoema é a cidade que deixa meu coração quentinho e que me remete a boas memórias. Foi lá onde me senti mais conectado à terra, ao fogão a lenha, ao riacho que deixava o pasto verdinho. Onde meu avô recebia a mim e aos meus primos nas férias para brincar de pé no chão o dia todo. Ipoema é linda. Tem o Museu do Tropeiro, o Museu da Pharmácia, lindas cachoeiras e belos mirantes. Ipoema é como um abraço.” 

 - Francisco Silveira, @frsilvei 

 

 

 Pedralva tem todo meu coração, na verdade todo o antigo Sertão da Pedra Branca (Cristina, Pedralva, Maria da fé).

Pedralva é uma cidadezinha que tem no seus extremos duas rochas a Pedra do Pedrão e a Pedra Branca, e conhecida como a cidade dos gêmeos mas vc não vai encontrar gêmeos em toda esquina hahahha mas pode ter certeza que em cada esquina você vai esbarrar com um artista e principalmente músico.

 Tem muitos atrativos naturais com cachoeiras, serras .. e os melhores eventos como o carnaval com as marchinhas e também com rock (bloco do pink Floyd).

 

Uma cidade que preserva lendas, saberes e tradições!!! Sério essa cidade é incrível!!! Os registros históricos (tem uma gruta linda com pinturas rupestres), muita arquitetura colonial.... É você sair caminhando ou em cima de uma bike que irá vivência riquezas em todos os lados!​” 

 - Débora Carvalho, @deborazii 

 

 

 A principal lembrança para mim são as montanhas e as cidades históricas. Montanhas que tornam nosso estado mais verde e belo, e as cidades que guardam nossas histórias e tradições.” 

- Camila de Figueiredo Pimenta, @semquerermudardeassunto 

 

 

 Ser Mineiro 

 

Ninguém melhor para falar sobre Minas Gerais do que nós mineirinhos! Então com a ajuda dos nossos incríveis seguidores de nossa página no Instagram, @visiteminasgerais, reunimos relatos especiais para reafirmar o amor pelo nosso estado. 

 

 A terra do pão de queijo e das delícias caseiras, as cachoeiras maravilhosas, cada paisagem mais linda que a outra. Mas uma lembrança em especial é de sentar no rabo do fogão a lenha e comer os bolinhos de chuva feitos pela mãe ou avó, e também uma lembrança muito marcante é dos casarões antigos de assoalho.” 

 

- Tailaine Araujo, @tailaine029 

 

 

 Ser mineiro transcende apenas o gentílico, é tão complexo e rico como a história da construção do estado e dos nossos costumes.  

Do jeito Mineiro amo a calmaria que vem dos montes, rios e cachoeiras que rodeiam e compõe as paisagens mineiras. 

Gosto do jeito desconfiado, vindo dos segredos, das minas e dos arraiás. Das tradições e festejos que herdamos, que são singulares e se destacam do restante do país, em nenhum lugar do Brasil os festejos são iguais (os congados, cavalhadas, procissões e festejos de semana santa). 

Gosto da característica que destaca o mineiro que é a hospitalidade caracterizada pela mineiridade” 

 - Natasha Fonseca, @natsfonseca  

 

 

 Pra mim morar em Minas Gerais me traz lembrança de infância, de aconchego, de casa de vó. É impossível escolher só um lugar em Minas para representar todas as sensações de viver aqui.  

 

Por exemplo, meu lugar favorito para ver o pôr do sol em fins de tarde é o mirante da Serra da Moeda, muito conhecido como topo do mundo. Lá, eu consigo me reconectar comigo mesmo. Tanto que mostrei esse lugar no clipe da minha música Sempre Feliz. 

 

O outro lugar, é a Serra dos Alves, distrito de Itabira, que ainda conserva o ar da simplicidade mineira. Vilarejo de uma rua só, conserva paisagens muito bonitas como a Serra que dá nome ao local, além de lindas cachoeiras. As pessoas do povoado são muito hospitaleiras e nos acolhe muito bem como todo bom mineiro. Também foi minha escolha para meu clipe Coisa e Tal.” 

 - Gerson Marques, @_gersonmarques_ 

 

Confira o clipe da música Coisa e Tal, de Gerson Marques, mencionado em seu relato.  

 

 

A mineiridade é algo único que une os mineiros, seja em qual canto do estado estejam, é uma singularidade linda de se ver! 

Para encerrar esse texto, retomo as palavras de um grande mineiro, Guimarães Rosa.

 

Sobre o que, em seu território, ela ajunta de tudo, os extremos, delimita, aproxima, propõe transição, une ou mistura: no clima, na flora, na fauna, nos costumes, na geografia, lá se dão encontro, concordemente, as diferentes partes do Brasil. Seu orbe é uma pequena síntese, uma encruzilhada; pois Minas Gerais é muitas.

 

Para acessar a identidade visual do Ano da Mineiridade basta clicar aqui.

Conheça mais de Minas no nosso post 16 Curiosidades sobre Minas que provavelmente você nem imaginava 

 

Sobre o Autor

Breno Montserrat

Turismólogo em formação e analista de marketing turístico. Apaixonado por música, livro, pizza e um bom café. Mineiro do interior, noveleiro, filho do verão.

Comentários