Turismo em Minas Gerais | Serra da Canastra-dicas, atrações e roteiros incríveis

Foto por: Acervo Secult MG - Xará
Atualizado em: 26/02/2021

Serra da Canastra – dicas, atrações e roteiros incríveis

 

A Serra da Canastra é um paraíso mineiro, ideal para quem quer se surpreender com muito contato com a natureza em uma das mais exuberantes regiões turísticas do Brasil. 

 

Canastra: terra da nascente do Velho Chico, das encantadoras fazendas produtoras dos premiados queijos artesanais, da 2ª maior cachoeira mineira e de importante biodiversidade, com espetáculos da natureza garantidos.

A Serra da Canastra é um lugar tão especial que merece entrar na sua lista de destinos dos sonhos. Oferece passeios incríveis, com muitas atividades ao ar livre, contato com a natureza e aventura, além de saborosos roteiros gastronômicos.

Que tal colocar em prática os planos de turistar pela Serra da Canastra?

 

Onde fica a região da Serra da Canastra

 

Bem no sudoeste de Minas, a região da Serra da Canastra é formada por um conjunto de serras que estão entre as cidades de São Roque de Minas, Vargem Bonita, Sacramento, São João Batista do Glória, Delfinópolis e Capitólio. O paredão que dá nome à região, a Serra da Canastra, corta especificamente São Roque de Minas, Vargem Bonita e Sacramento.

O  Parque Nacional da Serra da Canastra possui portarias nas cidades de São Roque de Minas (incluindo o acesso pelos distritos de São João Batista da Canastra e São José do Barreiro) e Sacramento.

Distâncias até o principal destino da região: São Roque de Minas

Ir de carro é a melhor opção pra facilitar o seu deslocamento até as atrações da região. Confere aí as distâncias médias de algumas capitais:

Belo Horizonte – 343 km (trajeto com pedágios)

Brasília – 691 km (trajeto com pedágios)

Rio de Janeiro – 696 km (trajeto com pedágios)

São Paulo – 540 km (trajeto com pedágios)

Se for de ônibus, seu destino é a rodoviária de São Roque de Minas. Atente-se que se for de ônibus, para realizar os passeios, você precisará contratar algum receptivo local ou mesmo um motorista.  

 

Onde ficar

A região da Serra da Canastra tem muitas e boas opções de hospedagem, que vão desde pousadas, hotéis e casas de aluguel por temporada. 

Nossa dica pra aproveitar esses destinos incríveis é se hospedar nas cidades mais próximas às atrações que buscam pro seu dia render  bastante.

Se o seu foco na região é visitar o Parque Nacional da Serra da Canastra, você tem como opções mais próximas aos principais pontos turísticos do parque as cidades de São Roque de Minas e Vargem Bonita.

 

Período ideal para conhecer a região

Uma viagem à Canastra vai bem o ano todo, mas, como a gente sabe, o verão em Minas é bastante chuvoso.

 Por isso, para uma viagem sem imprevistos como um dia perdido por causa de chuvas, o ideal é se planejar para arrumar as malas no período menos chuvoso do ano, que aqui em Minas vai de abril a outubro.

 

Dicas de viagem à Canastra

Temos algumas dicas que vão te ajudar a conhecer a região da Canastra independente da época que escolher viajar:

  • Esteja pronto para praticar atividades ao ar livre. Use sempre calçados ideais para caminhadas, evite chinelos. Vá com roupa de banho por baixo, leve sempre um boné, repelente, protetor solar, garrafa d’água, lanche rápido para a duração do passeio, capa de chuva e até mesmo agasalho. Ah, em tempos de pandemia, um kit  máscara e álcool em gel são itens essenciais, hein?! Seja um turista consciente.

 

  • Adapte seus passeios considerando o nível de dificuldade das trilhas, seu condicionamento físico no dia e também pela previsão do tempo, afinal, a Canastra é um destino para curtir, e muito, a natureza, não é pra passar “perrengue”;

 

  • Crie uma lista dos pontos turísticos que não gostaria de perder. A lista será longa, maior que o tempo disponível, é sempre assim. Então considere o seu tempo no destino Canastra, pesquise o tempo de percurso entre um ponto turístico e outro e então defina quais passeios fará explorando a região. Sempre fica o gostinho de “preciso voltar”. Ainda, você pode optar por uma mãozinha de profissionais para otimizar sua viagem.

 

            Além de terem as melhores dicas de roteiros e experiências exclusivas, oferecem condutorescom domínio de                    cada cantinho da região, tornando o seu passeio mais seguro. É ou não é uma mão na roda?;

 

  • Além do Parque Nacional Serra da Canastra, existem muitos pontos turísticos imperdíveis em seu entorno. Conheça Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs)  da região, onde estão outros tantas atrações para quem busca natureza. Inclua também a visita a pelo menos uma das fazendas produtoras de queijos da Canastra.

 

  • Banhos de cachoeira são sempre muito bem-vindos, mas é sempre bom lembrar dos riscos do fenômeno cabeça d’água, para que você saiba identificar qualquer possibilidade que aconteça durante um banho de cachoeira. Cabeça d’água é quando chove com muita intensidade na cabeceira de um rio, causando o aumento repentino do volume de águas descendo pelo rio. Fique sempre atento a estes sinais:

O que conhecer na Canastra

 

Dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra

São 71 mil hectares de parque com uma paisagem única.

    

 

Nascente histórica do Rio São Francisco

 

O rio São Francisco, também conhecido carinhosamente como Velho Chico, é um dos mais importantes rios do Brasil. É o maior rio do país totalmente nacional. Ele nasce em Minas, passa pela Bahia, Pernambuco, Alagoas e deságua em Sergipe, no oceano Atlântico.

O local de nascimento do rio São Francisco até 2002 foi considerado o Parque Nacional da Serra da Canastra, porém, após maiores estudos, foi descoberta sua nascente geográfica na cidade vizinha de Medeiros.

Assim, o parque manteve o marco da nascente histórica do Velho Chico, que é a estátua de São Francisco, no local onde até então se acreditou ser a origem do rio. O local é parada obrigatória pra quem está visitando a região.  

 

Cachoeira Casca d’Anta

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

Sem dúvidas, a Casca D’Anta é o cartão postal  do parque. Ela é a 2ª maior cachoeira mineira, do alto de seus 186 m de queda, e é a maior queda d’água do rio São Francisco.

O passeio à parte baixa da Casca D’Anta é bem fácil se estiver de carro, já que é possível desembarcar na Portaria 4, que fica a apenas 1,6 km da parte baixa da cachoeira. Certamente é o ponto turístico mais procurado na região.  

Não se empolgue com um possível banho de cachoeira na Casca d’Anta, seu poço pode ter até 30 m de profundidade e a água chega com bastante força. O cenário é ideal contemplar a força da natureza e sentir o revigorante vapor da água caindo na pele.

Já o passeio à parte alta da cachoeira é ideal para quem já está habituado a trilhas de maior dificuldade (trilha acidentada, íngreme e escorregadia). Ao chegar na parte alta da cachoeira a recompensa é um belo poço para banho nas águas do São Francisco, além do belíssimo mirante do vale que se forma entre os Chapadões da Canastra e da Babilônia. A trilha a pé é de 3,3 km  cada trecho, a partir da Portaria 4.

 

Cachoeira do Fundão

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

Com 90 m de queda e águas de cor esverdeada e muito cristalina, a Cachoeira do Fundão é uma das mais bonitas do parque, um belo exemplo de natureza preservada. O trajeto deve ser feito em veículo 4x4 para percorrer cerca de 35 km de estrada de terra a partir da Portaria 4. Percorridos os 35 km é necessário realizar uma trilha de 1,6 km.

Para esse passeio é super indicado a contratação de um condutor que conheça muito bem a região e traslado 4 x 4. Todo o esforço é recompensador!

 

Cachoeira dos Rolinhos

A Cachoeira dos Rolinhos se divide em 3 quedas que, juntas, somam 210 m de queda. O passeio à parte alta da Cachoeira dos Rolinhos proporciona uma beleza cênica incrível. Tanto para visitar a parte alta quanto para a parte baixa é indicada a contratação de um condutor devido ao nível de dificuldade da trilha. Para a parte baixa, é necessário veículo 4x4

 

Curral de Pedras

Ruínas de muros construídos pela técnica de encaixe de pedras, no período de escravidão. Localizado na parte alta do Parque Nacional da Serra da Canastra, a finalidade dos muros era usar a região como fazenda temporária. Um suporte aos tropeiros que deslocavam boiadas pela região. A atração está a 8 km da nascente do São Francisco, seguindo pela estrada do parque. Passados os 8 km, basta virar a direita.

 

Observação da vida silvestre

 

A região abriga diversas espécies raras, como o tamanduá-bandeira, lobo-guará, veado-campeiro, urubu-rei, carcará, perdiz, pato mergulhão e muitos outros, e também conta com muitas espécies únicas da flora do cerrado e dos campos de altitude mineiro.

Mas lembre-se, se você quer avistar alguém desses bichos tem que pular cedo da cama, hein? Ah, não se arrisque saindo de trilhas sinalizadas, não alimente animais e não recolha flores e plantas.

Se sua intenção é de fato encontrar alguma dessas espécies, considere contar com um condutor especializado na atividade de observação da vida silvestre, eles possuem experiência com a atividade e sabem quando e onde será mais possível encontrá-los. Fica a dica.

 

Fora do Parque Nacional da Serra da Canastra

Existem muitas atrações para explorar também no entorno do parque.

 

Letreiro Eu amo Canastra

 

Nova atração da região, vale a pena dar um pulo para garantir um click nesse lindíssimo cenário com o paredão da Serra da Canastra ao fundo.

 

Reservas Particulares de Proteção da Natureza

 

No entorno do parque, não deixe de visitar algumas reservas particulares que oferecem muitas opções de trilhas e cachoeiras. 

 

Fazendas produtoras de queijo da Canastra

 

A região da Canastra é marcada principalmente pela produção leiteira, de derivados do leite e pelo cultivo de café.

Com produtos premiados inclusive internacionalmente, a tradição na produção de queijos da Canastra também se tornou atração turística, garantindo ricos momentos de aprendizado e degustação de queijos durante visitas às fazendas produtoras.

Que tal arrumar um tempinho para uma visita que vai te fazer levar mais que um legítimo queijo da Canastra na mala, mas também um pouco da rica cultura da Canastra?

 

Escolha o roteiro turístico ideal para você e inicie sua viagem

 

Conheça 21 opções incríveis de roteiros turístico que te aguardam na região da Canastra:

Roteiros de 1 dia

Nascente + Casca D’Anta

Sobre o roteiro: Venha visitar a Nascente do Rio São Francisco e sua principal cachoeira.

Rota do Queijo da Canastra

Sobre o roteiro: Visita às fazendas produtoras do melhor Queijo do Brasil.

Passeio Noturno na Canastra

Sobre o roteiro: Desfrute do céu noturno na Canastra. Em um local privado e privilegiado a 1.400m de altitude, isolado de qualquer iluminação urbana, é possível ver todo o esplendor das estrelas, constelações, planetas e mistérios que deixam essa experiência inesquecível.

Observação da Avifauna na Canastra

Sobre o roteiro: Venha fotografar e observar a avifauna da Canastra. Descubra o privilégio de observar animais selvagens em seu habitat natural, bem como flores e plantas associadas a vida selvagem na Canastra.

Roteiro de Ecoturismo da Cachoeira Casca D’Anta, Serra da Canastra

Sobre o roteiro: Visita à Cachoeira Casca d'Anta e à uma queijaria artesanal produtora de queijos da Canastra.

Roteiro de Ecoturismo Cachoeira Casca d’Anta (parte alta) Nascente do Rio São Francisco

Sobre o roteiro: Roteiro de Ecoturismo à parte alta da Cachoeira Casca d’Anta e suas piscinas naturais, conhecendo a nascente histórica do Rio São Francisco e o Curral de Pedras.

Trilhas Revitalizadoras

Sobre o roteiro: Venha trilhar na Canastra. Esse roteiro visa a conexão com a natureza mais pura da Serra da Canastra.

Experiência do Queijo Artesanal

Sobre o roteiro: Conheça o queijo ganhador do melhor queijo artesanal do mundo, com o Ouro e Super Ouro na 3ª edição do evento Queijo Global e Produtos Lácteos (Mondial du Fromage et des Produits Laitiers) em 2017, no Salão Mundial do Queijo, na França. Ponha a mão na massa e faça o seu  queijo.

Roteiro de Ecoturismo com Complexo de Cachoeiras

Sobre o roteiro: Faremos um belo passeio por cachoeiras na região de Capitólio e São João Batista do Glória em área do Parque Nacional da Serra da Canastra. Visitaremos um complexo com 5 cachoeiras, todas de fácil acesso e com possibilidade para banho e água cristalina.

Roteiro de Ecoturismo da Cachoeira do Quilombo com visita a Vinícola e Queijaria

Sobre o roteiro: Roteiro na região do Vale dos Canteiros, passando por uma linda Cachoeira no alto da Serra dos Canteiros, contemplação da beleza do cerrado, visita a uma vinícola e a uma queijaria que fica na Serra da Canastra.  

Roteiro de Ecoturismo Sitio Arqueológico com cachoeira e queijaria artesanal Canastra

Sobre o roteiro: Partindo de São João Batista do Glória, sentido Serra da Canastra, visitaremos um sítio arqueológico com escrituras rupestres, um mirante com ótima paisagem. Parada para banho de cachoeira e visita a queijaria artesanal, com degustação do delicioso queijo da Canastra.

 

Roteiros de 2 dias

Serra da Canastra – Parte Alta

Sobre o roteiro: Conheça a parte alta do Parque Nacional da Serra da Canastra.

Serra da Canastra – Parte Baixa

Sobre o roteiro: Conheça a parte baixa da Serra da Canastra e a famosa cachoeira Casca D´Anta, a primeira queda do rio São Francisco.

Sabores de Minas - Sacramento

Sobre o roteiro: Vamos conhecer o famoso queijo premiado no Salão Mundial do Queijo na França em 2017. Da ordenha do leite até a finalização do queijo, incluindo a degustação dessa iguaria mineira. Ainda, faremos uma visita a uma cachaçaria e uma fazenda com produção de doces.

Povoado de Santa Bárbara – Canastra Escondida I

Sobre o roteiro: Conheça o povoado de Santa Bárbara, o Vale do Céu, o Cafundó e outras comunidades formada por povoados entre 30 e 300 habitantes que vivem em um cenário especial. Seus habitantes te aguardam para apresentar sua tradicional cultura e deliciosa culinária.

 

Roteiros de 3 dias

Serra da Canastra

Sobre o roteiro: Conheça os principais pontos da Serra da Canastra e sua beleza cênica e natural.

Trekking na Canastra

Sobre o roteiro: Uma caminhada de aventura na Serra da Canastra.

Canastra Escondida III

Sobre o roteiro: Conheça o povoado de Santa Bárbara, o Vale do Céu, o Cafundó e outras comunidades formada por povoados entre 30 e 300 habitantes que vivem em um cenário especial. Seus habitantes te aguardam para apresentar sua tradicional cultura e deliciosa culinária.

 

Roteiros de 4 dias

Excursão Serra da Canastra/Capitólio

Sobre o roteiro: Conheça os principais atrativos da Serra da Canastra e Canyons de Capitólio em um roteiro especial!

Canastra Escondida II

Sobre o roteiro: Conheça o povoado de Santa Bárbara, o Vale do Céu, o Cafundó e outras comunidades formada por povoados entre 30 e 300 habitantes que vivem em um cenário especial. Seus habitantes te aguardam para apresentar sua tradicional cultura e deliciosa culinária.

 

Roteiro de 5 dias

Capitólio e Nascentes do Rio São Francisco – São Roque

Sobre o roteiro: Minas tem Mar. Furnas é prova! Minas tem água para o Brasil. A Serra da Canastra nos apresenta o Rio São Francisco, os queijos mais premiados do mundo, o jeito mineiro de amar e preservar a natureza. Qual ser humano não volta diferente depois deste passeio? Venha experimentar!

 

Roteiro de 7 dias

Canastra 360 graus

Sobre o roteiro: Uma oportunidade para conhecer a Serra da Canastra de norte a sul, de leste a oeste, uma experiência 360°.

 

Depois dessas dicas é só se organizar para explorar cada canto desse paraíso mineiro.  Já atualiza pra gente nos comentários como está a sua listinha de destinos mineiros a visitar e já visitados, estamos curiosos.

Clique aqui e conheça outros roteiros em destinos mineiros.

Sobre o Autor

Júnia Gontijo Cândido

Turismóloga, apaixonada pela vida ao ar livre, dogs, livros, séries e rock'n'roll. Atua na Diretoria de Promoção e Marketing Turístico/Secult MG.

Comentários