Turismo em Minas Gerais | Mineiridades| Descubra Pampulha de Niemeyer

SESC

dos tupinambas, 956 - centro
(31) 3270-8100 (31) 3270-8100

Descrição

Um dos principais cartões-postais de Belo Horizonte, abriga em seu entorno o Conjunto Moderno da Pampulha candidato a Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, composto pelos prédios do Museu de Arte da Pampulha (antigo Cassino), Casa do Baile, Iate Tênis Clube, Igreja de São Francisco de Assis, Casa Kubitschek, o estádio de futebol Mineirão, o Mineirinho, além do espelho d’água da Lagoa da Pampulha.

Saída: Semestral

28 a 40 pessoas

Serviços disponibilizados

• 01 dia de passeio • Transporte em ônibus executivo, convencional ou micro-ônibus; • Guia de turismo cadastrado pelo Ministério do Turismo; • Passeio pelo circuito da Pampulha, conforme roteiro; • 01 refeição (almoço); • Ingresso para visita guiada no Estádio do Mineirão.

Duração: 1 dia

  • Dia 1

    Embarque as 09h, no Sesc Palladium – Rua Rio de Janeiro, 1.046 – Centro, com acompanhamento de guia de turismo para visita a um dos principais cartões postais da cidade de Belo Horizonte, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Vista guiada ao Estádio do Mineirão( ingresso incluso). Depois tour panorâmico pelo Mineirinho e pelo Iate Tênis Clube cuja arquitetura remete a um barco que se lança nas águas da Pampulha. Em seguida, visita a Capela São Francisco de Assis (ingresso não incluso), mais conhecida como Igrejinha da Pampulha. Projetada pelo arquiteto Niemeyer assim como outros edifícios do complexo, foi considerada a obra-prima do conjunto e abriga em seu interior, quatorze painéis que retratam a Via-sacra pintados por Cândido Portinari e possui seus jardins assinados por Burle Marx. Após tour, almoço incluso com tradicional comida mineira na região. À tarde, visita visita ao Museu de Arte da Pampulha (MAP), projetado para ser um cassino no início da década de 1940. Em 1957, o chamado "Palácio de Cristal" passou a funcionar como Museu de Arte, cujo acervo se aproxima de 1.500 obras. Por fim e dando continuidade ao passeio, visita à Casa do Baile, inaugurada em 1943 para ser um espaço de dança popular e que retrata perfeitamente as famosas curvas do arquiteto emolduradas pelos jardins de Burle Marx. A edificação situa-se em uma pequena ilha artificial, às margens da Lagoa, suas vias são ligadas por uma ponte e hoje, sedia o Centro de Referência em Arquitetura, Urbanismo e Design de Belo Horizonte. As 16h, retorno ao Sesc Palladium.

Por onde você vai passar